Arquivo da categoria: 23. José Ricardo Almeida

Torneio Bahia-Pernambuco 1956

Participantes

América/PE (América Futebol Clube) – Recife/PE
Bahia/BA (Esporte Clube Bahia) – Salvador/BA
Botafogo/BA (Botafogo Sport Clube) – Salvador/BA
Galícia/BA (Galícia Esporte Clube) – Salvador/BA
Náutico/PE (Clube Náutico Capibaribe) – Recife/PE
Santa Cruz/PE (Santa Cruz Futebol Clube) – Recife/PE
Sport/PE (Sport Club do Recife) – Recife/PE
Vitória/BA (Esporte Clube Vitória) – Salvador/BA


 

15/01/1956 – 1ª Rodada
Bahia/BA 2×1 Botafogo/BA
Vitória/BA 2×3 Sport/PE
Santa Cruz/PE 2×1 América/PE
Náutico/PE 4×1 Galícia/BA

22/01/1956 – 2ª Rodada
Sport/PE 2×1 Santa Cruz/PE
Botafogo/BA 4×2 Náutico/PE
Bahia/BA 3×1 Galícia/BA
América/PE 1×0 Vitória/BA

29/01/1956 – 3ª Rodada
Bahia/BA 2×0 América/PE
Santa Cruz/PE 4×3 Botafogo/BA
Galícia/BA 1×1 Vitória/BA
Náutico/PE 2×1 Sport/PE

05/02/1956 – 4ª Rodada
América/PE 2×1 Náutico/PE
Galícia/BA 0x1 Santa Cruz/PE
Sport/PE 6×0 Bahia/BA
Botafogo/BA 4×2 Vitória/BA

19/02/1956 – 5ª Rodada
Santa Cruz/PE 2×0 Náutico/PE
América/PE 1×1 Botafogo/BA
Galícia/BA 3×1 Sport/PE
Vitória/BA 1×0 Bahia/BA

26/02/1956 – 6ª Rodada
Santa Cruz/PE 0x3 Bahia/BA
Vitória/BA 1×1 Náutico/PE
América/PE 4×2 Sport/PE
Galícia/BA 3×1 Botafogo/BA

04/03/1956 – 7ª Rodada
Galícia/BA 3×2 América/PE
Sport/PE 4×3 Botafogo/BA
Bahia/BA 2×2 Náutico/PE
Santa Cruz/PE 4×0 Vitória/BA

 

 

 

 

 

 

Santa Cruz/PE campeão

Pesquisa: José Ricardo Caldas e Almeida e Carlos Celso Cordeiro (RSSSF Brasil)

Torneio Integração – 1975

EQUIPES PARTICIPANTES:

EQUIPE CIDADE

001

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BARBARÁ BARRA MANSA – RJ

002

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PORTUGUESA RIO DE JANEIRO – RJ

003

BANGU ATLÉTICO CLUBE RIO DE JANEIRO – RJ

004

BONSUCESSO FUTEBOL CLUBE RIO DE JANEIRO – RJ

005

CAMPO GRANDE ATLÉTICO CLUBE RIO DE JANEIRO – RJ

006

CAMPOS ATLÉTICO ASSOCIAÇÃO CAMPOS – RJ

007

CLUBE DE REGATAS FLAMENGO VOLTA REDONDA – RJ

008

CRUZEIRO FUTEBOL CLUBE NITERÓI – RJ

009

ESPORTE CLUBE COSTEIRA NITERÓI – RJ

010

ESPORTE CLUBE SAPUCAIA CAMPOS – RJ

011

FLUMINENSE ATLÉTICO CLUBE NOVA FRIBURGO – RJ

012

MADUREIRA ESPORTE CLUBE RIO DE JANEIRO – RJ

013

OLARIA ATLÉTICO CLUBE RIO DE JANEIRO – RJ

014

SÃO CRISTÓVÃO DE FUTEBOL E REGATAS RIO DE JANEIRO – RJ

NESTE CAMPEONATO, FICOU DECIDIDO QUE VITÓRIA COM DIFERENÇA IGUAL OU SUPERIOR A DOIS GOLS, VALE TRÊS PONTOS.

1ª FASE

GRUPO DO INTERIOR

24.08.1975

SAPUCAIA

1-0

COSTEIRA

31.08.1975

CAMPOS

1-0

BARBARÁ

31.08.1975

FLAMENGO

1-1

COSTEIRA

07.09.1975

CRUZEIRO

0-1

SAPUCAIA

07.09.1975

FLUMINENSE

2-2

CAMPOS

10.09.1975

SAPUCAIA

1-0

CAMPOS

14.09.1975

CAMPOS

1-1

FLAMENGO

14.09.1975

CRUZEIRO

1-1

FLUMINENSE

17.09.1975

CAMPOS

1-1

CRUZEIRO

20.09.1975

COSTEIRA

1-1

FLUMINENSE

21.09.1975

BARBARÁ

4-0

CRUZEIRO

28.09.1975

BARBARÁ

1-0

SAPUCAIA

28.09.1975

FLUMINENSE

1-2

FLAMENGO

02.10.1975

SAPUCAIA

3-2

FLUMINENSE

12.10.1975

FLAMENGO

1-0

SAPUCAIA

12.10.1975

COSTEIRA

1-0

CAMPOS

19.10.1975

COSTEIRA

0-0

BARBARÁ

19.10.1975

FLAMENGO

1-0

CRUZEIRO

22.10.1975

BARBARÁ

2-1

FLAMENGO

26.10.1975

FLUMINENSE

2-0

BARBARÁ

26.10.1975

COSTEIRA

2-1

CRUZEIRO

 

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

BARBARÁ

06

03

01

02

07

04

08

02º

SAPUCAIA

06

04

00

02

06

04

08

03º

FLAMENGO

06

03

02

01

07

05

08

04º

COSTEIRA

06

02

03

01

05

04

07

05º

FLUMINENSE

06

01

03

02

09

09

06

06º

CAMPOS

06

01

03

02

05

06

05

07º

CRUZEIRO

06

00

02

04

03

10

02

GRUPO DA CAPITAL

21.08.1975

BANGU

2-1

MADUREIRA

23.08.1975

OLARIA

0-0

CAMPO GRANDE

24.08.1975

BONSUCESSO

0-0

SÃO CRISTÓVÃO

30.08.1975

OLARIA

1-0

BANGU

31.08.1975

MADUREIRA

1-0

CAMPO GRANDE

13.09.1975

PORTUGUESA

2-1

BONSUCESSO

14.09.1975

BANGU

2-1

SÃO CRISTÓVÃO

21.09.1975

OLARIA

2-2

MADUREIRA

27.09.1975

CAMPO GRANDE

4-3

PORTUGUESA

28.09.1975

BONSUCESSO

1-0

BANGU

05.10.1975

MADUREIRA

0-0

BONSUCESSO

09.10.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-0

PORTUGUESA

11.10.1975

OLARIA

1-1

PORTUGUESA

12.10.1975

BANGU

0-0

CAMPO GRANDE

12.10.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-1

MADUREIRA

18.10.1975

MADUREIRA

1-1

PORTUGUESA

19.10.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-0

OLARIA

19.10.1975

CAMPO GRANDE

1-0

BONSUCESSO

25.10.1975

BONSUCESSO

1-0

OLARIA

26.10.1975

PORTUGUESA

2-0

BANGU

26.10.1975

SÃO CRISTÓVÃO

0-0

CAMPO GRANDE

 

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

CAMPO GRANDE

06

02

03

01

05

04

07

02º

SÃO CRISTÓVÃO

06

02

03

01

04

03

07

03º

PORTUGUESA

06

02

02

02

09

08

07

04º

MADUREIRA

06

01

04

01

06

06

06

05º

BONSUCESSO

06

02

02

02

03

03

06

06º

BANGU

06

02

01

03

04

06

05

07º

OLARIA

06

01

03

02

04

05

05

FASE FINAL

01.11.1975

CAMPO GRANDE

5-1

PORTUGUESA

02.11.1975

BARBARÁ

1-1

FLAMENGO

02.11.1975

SAPUCAIA

1-0

COSTEIRA

02.11.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-1

MADUREIRA

08.11.1975

MADUREIRA

1-0

CAMPO GRANDE

09.11.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-0

PORTUGUESA

09.11.1975

FLAMENGO

0-1

SAPUCAIA

09.11.1975

COSTEIRA

0-0

BARBARÁ

15.11.1975

PORTUGUESA

2-0

MADUREIRA

15.11.1975

SÃO CRISTÓVÃO

1-0

CAMPO GRANDE

15.11.1975

COSTEIRA

2-1

FLAMENGO

15.11.1975

BARBARÁ

1-1

SAPUCAIA

22.11.1975

CAMPO GRANDE

2-0

COSTEIRA

23.11.1975

SAPUCAIA

0-1

PORTUGUESA

23.11.1975

MADUREIRA

5-0

BARBARÁ

29.11.1975

PORTUGUESA

1-0

FLAMENGO

30.11.1975

COSTEIRA

0-4

MADUREIRA

30.11.1975

BARBARÁ

0-0

CAMPO GRANDE

30.11.1975

SÃO CRISTÓVÃO

0-0

SAPUCAIA

03.12.1975

FLAMENGO

1-0

SÃO CRISTÓVÃO

07.12.1975

MADUREIRA

1-2

SAPUCAIA

07.12.1975

CAMPO GRANDE

1-1

FLAMENGO

07.12.1975

COSTEIRA

0-2

SÃO CRISTÓVÃO

07.12.1975

BARBARÁ

4-2

PORTUGUESA

13.12.1975

PORTUGUESA

2-1

COSTEIRA

14.12.1975

SÃO CRISTÓVÃO

2-2

BARBARÁ

14.12.1975

SAPUCAIA

1-1

CAMPO GRANDE

14.12.1975

FLAMENGO

0-3

MADUREIRA

 

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

MADUREIRA

07

04

01

02

15

05

12

02º

SÃO CRISTÓVÃO

07

03

03

01

07

04

10

03º

PORTUGUESA

07

04

00

03

09

11

09

04º

SAPUCAIA

07

03

03

01

06

04

09

05º

CAMPO GRANDE

07

02

03

02

09

05

09

06º

BARBARÁ

07

01

05

01

08

11

08

07º

FLAMENGO

07

01

02

04

04

09

04

08º

COSTEIRA

07

01

01

05

03

12

03

# CAMPEÃO – MADUREIRA ESPORTE CLUBE (RIO DE JANEIRO – RJ)

Fontes: Arquivos dos Autores

Sobradinho Esporte Clube – Sobradinho (DF)

O Sobradinho Esporte Clube é uma agremiação da cidade de Sobradinho (DF). O ‘Leão da Serra’ foi Fundado no dia 1º de Janeiro de 1975. A sua Sede fica localizada na Área Especial 1 Setor das Industrias de Sobradinho – Sala 208, em Sobradinho. O seu Estádio é o Augustinho Lima, com Capacidade para 10 mil pessoas. Atualmente disputa o Campeonato Candango da 1ª Divisão.

HISTÓRIA

Um grupo de três operários de uma companhia ferroviária do bairro paulistano do Bom Retiro decidiu criar um time de futebol. Eram os pintores de parede Rodrigo Luiz e seu irmão Leonardo Luiz, além do trabalhador braçal Lessy e mais oito pessoas que contribuíram com dinheiro e também foram consideradas sócios-fundadores.

A ideia surgiu depois de assistirem à atuação do Corinthians. No livro Arquivos do Futebol Brasiliense, pesquisado e organizado pelo amigo e membro José Ricardo Almeida, consta que na disputa do campeonato de 1961, a equipe do Sobradinho Esporte Clube era uma das oito participantes, entre clubes como o Clube de Regatas Guará (do Guará), Defelê Futebol Clube (de Brasília, hoje extinto) e Rabello Futebol Clube (de Brasília, também extinto).

Antes da profissionalização, o time, na condição de amador e com muitas dificuldades financeiras, oscilava nas poucas competições regionais que disputava, já que não contava com apoio. Com a profissionalização do futebol do Distrito Federal, o clube passou a adotar como data de (re)fundação o dia 1 de janeiro de 1975.

O Estádio Olímpico de Sobradinho (Augustinho Lima), com capacidade para 15 mil torcedores, foi inaugurado em 13 de maio de 1978, num amistoso entre Sobradinho e Santos, vencido pelos visitantes pelo placar de 3 a 0, sendo o primeiro gol no novo estádio marcado por Aílton Lira.

O primeiro título do Sobradinho foi conquistado em 1 de dezembro de 1985, contra uma das mais fortes equipes do Distrito Federal na época, o hoje extinto Taguatinga Esporte Clube, em pleno Serejão, para um público aproximado de vinte mil torcedores, entre pagantes e não pagantes. O placar foi de 2 a 0 para o Leão da Serra, com gols de Artur e Toni. Toni foi o artilheiro do campeonato com 17 gols.

Em março de 1996 o clube passou a se chamar Botafogo Sobradinho Esporte Clube, em parceria com o Botafogo do Rio de Janeiro. O projeto de transformar o Sobradinho em sucursal do Botafogo surgiu de conversas entre o advogado Délio Cardoso e o presidente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro.

Botafoguense, Délio acompanhou vários jogos do Campeonato Brasileiro de 1995, a convite da diretoria. Nas conversas, os dois tentaram entender as razões do pouco prestígio do futebol do Distrito Federal. “Chegamos à conclusão de que a capital é uma cidade jovem que não tem uma cultura própria de futebol”, afirmava Délio Cardoso. “A vantagem para nós é que podemos manter em atividade todos os jogadores do elenco, dar oportunidade aos que estão saindo dos juniores e ainda podemos garimpar novos talentos“, diz Montenegro.

A parceria rendeu ao Sobradinho a 3ª colocação nos campeonatos de 96 e 97. Após um pequeno período, o Sobradinho voltou a usar o seu nome original ainda em 1997. O atacante Dimba foi o artilheiro do Campeonato Brasiliense de 1996 jogando pelo Sobradinho.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos 

Grêmio Esportivo Tiradentes – Ceilândia (DF): Escudo da década de 70

O Grêmio Esportivo Tiradentes foi uma agremiação da cidade de Ceilândia (DF). Fundado no dia 03 de Fevereiro de 1967. A sua Sede fica no Setor Policial Sul, Quadra 611 Sul – Brasília. Em 1988, foi campeão Brasiliense tendo como destaque o veterano zagueiro Beto Fuscão. Em 1989 participou da Copa do Brasil comandado pelo técnico Dadá Maravilha auxiliado pelo Ribeiro, quando conseguiu chegar até as oitavas-de-final, quando foi eliminado pelo Corinthians. Esta seria a sua única participação naquela competição.

Em 1994, conseguiu uma das vagas disponíveis para Série B daquele ano, com merito em ter ganho um qualificatório para Série B entre equipes do Distrito Federal e de Minas Gerais, porém, uma derrota para o Bangu, além de eliminar o time candango da Série B, acabaria decretando o rebaixamento para Série C de 1995, junto com o Fortaleza.

Entre 1995 e 1996 usou a denominação Flamengo Tiradentes. Ficou na divisão principal do DF até 1996, quando foi rebaixado juntamente com Samambaia, Taguatinga e Ceilândia, no quadrangular da morte (Taguatinga e Ceilândia não disputaram e foram rebaixados).

Após esse ano, o time ficou inativo até 2000, quando voltou, disputando a segundona, e também em 2001, sem conseguir o acesso. Após esses anos, o Tiradentes nunca mais voltou a disputar um campeonato brasiliense, sendo que nunca mais se ouviu falar em uma possível volta do clube, assim como acontece com Taguatinga e Planaltina, que também encerraram suas atividades e nunca mais voltaram, em um período onde clubes como Brasília, Sobradinho e Guará também começaram a declinar.

FONTES & FOTO: Wikipédia – Placar – ManulaGalo

Nova logomarca do Campeonato Candango de 2016

Outra novidade da Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) é a logomarca do Campeonato Brasiliense de Futebol da 1ª Divisão, o  ‘Candangão 2016’. A marca, predominantemente colorida em verde e dourado, traz um desenho no centro que faz alusão ao brasão do Distrito Federal, além da nova sigla da entidade gestora do futebol local e o nome do Campeonato.

A competição para os 12 clubes renderá ao campeão uma inédita premiação de R$ 150 mil, além de vaga garantida nas duas próximas edições da Série D do Campeonato Brasileiro (2016 e 2017), além de garantir participação na Copa do Brasil e na Copa Verde subseqüentes.

 

FONTE: Blog Jânio Gomes

Sociedade Esportiva Planaltina – Planaltina (GO): Clube debuta no Estadual Candango de 2016

A Sociedade Esportiva Planaltina é uma agremiação da cidade de Planatina (GO).  A sua Sede administrativa fica na Q 5 Conjunto – J Casa 43, s/n – Planaltina – Brasilia (DF). Fundado no dia 30 de Março de 2000. Suas cores são verde, azul e branco. A equipe manda os seus jogos no Estádio Municipal de Planaltina, com capacidade para 6 mil pessoas.

Apesar de ser um clube goiano, o Planaltina é filiado à Federação Brasiliense de Futebol (FBF), em virtude da menor distância de Planaltina em relação ao Distrito Federal. O grande feito do  Planaltina aconteceu ano passado, quando conquistou o vice-campeonato do Candango da Série B 2015.

Com isso, o clube debutou no Campeonato Candango da 1ª Divisão, deste ano. Na sua estreia aconteceu no último domingo (31 de janeiro de 2016), quando acabou derrotado, de virada, pelo S.E. Gama por 3 a 1, no Estádio Walmir Campelo Bezerra, o Bezerrão.

Hoje (06 de fevereiro de 2016), sábado de Carnaval, o Planaltina entra em campo para o seu segundo compromisso pelo Estadual. A equipe enfrenta o Sobradinho, às 16h, no Estádio Augustinho Lima.

FONTES & FOTO: Site e Página no Facebook do Clube – Wikipédia

Taguatinga Esporte Clube – Taguatinga (DF)

O Taguatinga Esporte Clube é uma agremiação da cidade satélite de Taguatinga (DF). Em 18 de fevereiro de 1974, surgiu o Pioneira Futebol Clube, que no mesmo ano, faturou o título do Campeonato Candango da 1ª Divisão.

Em 1º de Julho de 1975, em uma assembléia na Associação Comercial de Taguatinga (ACIT) de 19 as 21hs, o Presidente S.r. Yushyo Matsunaga do Pioneira, além dos sócios, estiveram como convidado especial na Assembleia Extraordinária os Srs. Benedito Domingues, presidente da ACIT, Olímpio Barbosa Filho Administrador de Taguatinga de 1974 a 1976, Dr. Wilson de Andrade Presidente da Federação Metropolitana de Futebol. foi nomeado um novo Conselho Deliberativo e alterado o nome da associação de Pioneira Futebol Clube para Taguatinga Esporte Clube a reunião foi encerrado pelo Presidente Justo Magalhães Moraes, esta ata foi publicada no diário Oficial seção I Parte l publicado no dia 15 de junho de 1976.

Observação: o Pioneira era um time formado por Funcionários da Viação Pioneira, Empresa de Ônibus de Taguatinga, com o sucesso alcançado no futebol amador de Taguatinga os Matsunaga donos da empresa resolveram em 1974, profissionalizar o time.

O  Taguatinga possui cinco títulos do Campeonato Candango da 1ª Divisão: 1982, 1989, 1991, 1992 E 1993;
Também foi Vice em  1978, 1985,1986,1987 E 1990; Campeão do Campeonato Candango da 2ª Divisão: 1997.

 

FONTE: http://taguatingaesporteclube.blogspot.com.br/

NOTA DE FALECIMENTO

Caríssimos,

Faleceu na madrugada desse domingo (10 de maio), nosso amigo Manoel Raimundo do Amaral, o maior pesquisador do futebol maranhense.
Recebi o comunicado de sua filha Liana.
Nossos sentimentos à família do nosso amigo Amaral. Que Deus o tenha!

José Ricardo