Arquivo da categoria: Rio Grande do Sul

Campeonato Citadino de Cruz Alta (RS) – 1946

1º Turno

16.06.1946
Nacional 2x2 Guarany
23.06.1946
Riograndense 3x1 Nacional
07.07.1946
Guarany 3x1 Riograndense

2º Turno

28.07.1946
Guarany 3x2 Nacional
05.08.1946
Riograndense 4x2 Nacional
12.08.1946
Guarany 4x2 Riograndense

Campeão - Sport Club Guarany (Cruz Alta)

Fonte: Livro "Esporte Clube Nacional - O Leão da Serra"

 

Distintivo Raro, de 1935: Grêmio Sportivo Ruy Barbosa – Pelotas (RS)

O Grêmio Sportivo Ruy Barbosa foi uma agremiação da cidade de Pelotas (RS). O Alviverde Pelotense foi Fundado na quarta-feira, do dia 30 de Março de 1927.

O futebol em Pelotas estava efervescente em 1922, onde existiam quatro ligas na cidade: Liga Pelotense de Foot-ball (LPF), Liga Cassiano do Nascimento (LCN), Liga Desportiva Acadêmica (LDA) e Liga José do Patrocínio (LJP).

Durante esse período, o Ruy Barbosa disputou várias competições em diversas ligas, como por exemplo, no Campeonato Pelotense de 1933, organizado pela LPAD (Liga Pelotense de Amadores de Desportos).

O GS Ruy Barbosa foi Campeão pela LCN, da Série B de 1941. Não confundir com o Sport Club Ruy Barbosa, da cidade de Porto Alegre (Fundado em 1915).

FONTES: Jornal Opinião Pública (RS)  – A Federação Orgam do Partido Republicano (RS) – Illustração Pelotense (RS) – Christian Ferreira Mackedanz – Rosélio Luís Basei

Foto Rara de 1919: Praça de Esportes do Sport Club Pelotas – Pelotas (RS)

FONTE: Illustração Pelotense (RS)

Esporte Clube Social Cristão – Eldorado do Sul (RS): uma participação no Estadual da 3ª Divisão de 2003

O Esporte Clube Social Cristão foi uma agremiação efêmera do Município de Eldorado do Sul (RS). A pequena cidade localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre, fundada em 08 de junho de 1988, que fica apenas a 10 km da capital gaúcha. Conta com uma população de cerca de 38.200 habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2016.

O Social Cristão foi Fundado no sábado, do dia 19 de Julho de 2003. As cores escolhidas foram: o azul, amarelo e vermelho. A vida do clube durou, basicamente, sete jogos, no Campeonato Gaúcho da Terceira Divisão de Profissionais, de 2003, organizado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF).

Como curiosidade, o clube mandou os seus jogos no Estádio João da Silva Moreira, com capacidade para 1.500 pessoas em Porto Alegre; e também no Estádio das Rosas, em Sapiranga; e no Estádio do Peixe, em Tramandaí.

A competição contou com a participação de sete equipes:

Associação Carazinhense de Futebol (Carazinho);

Canoas Futebol Clube (Canoas);

Esporte Clube Cruzeiro (Porto Alegre);

Esporte Clube Social Cristão (Eldorado do Sul);

Esporte Clube Uruguaiana (Uruguaiana);

Lami Futebol Clube, atual: Porto Alegre Futebol Clube (Porto Alegre);

Riograndense Futebol Clube (Santa Maria).

Nos sete jogos, o Social Cristão venceu um, empatou outro e foi derrotado em cinco oportunidades; marcando três,sofrendo 11 e um saldo negativo de oito. Segundo algumas informações, o Social Cristão acabou banido da competição pela FGF, em razão do não pagamento das taxas de arbitragem. Após esse episódio, o clube desapareceu e até hoje não se tem notícias dessa agremiação.

 

FONTES: Wikipédia – Acervo de Rosélio Basei – Federação Gaúcha de Futebol (FGF) – Blog Times do RS

Futebol Clube Marau – Marau (RS): Campeão Gaúcho da 3ª Divisão de 2015

O Futebol Clube Marau é uma agremiação licenciada do município de Marau (RS). O “Tricolor Maurauense” foi Fundado na quarta-feira, do dia 03 de Julho de 2013. As suas cores: verde, vermelho e branco. Estiveram no ato de fundação do clube: Miguel Luiz Paz (presidente), Roseli Zaquiel (vice-presidente), Felipe Zachi do Carmo, Jurandir da Silva Preto Junior, Luciano Armiliato, Ricardo Poletto, Antonio Claudio Azambuja, Vagner Ebone (diretor de futebol), Harvei Zaquiel Paz e Lauricio de Moraes.

O Marau disputava os seus jogos no Estádio Municipal Carlos Renato Bebber, “Arena Bebber“, com capacidade para 2 mil pessoas, que possui iluminação, fica situado no Parque Lauro Ricieri, em Marau.

Estreia na esfera profissional e conquista do acesso

Na disputa do Campeonato Gaúcha da Segunda Divisão (na prática equivalia a Terceirona), de 2013, o Marau foi inscrito para preencher a vaga deixada pelo Atlético Carazinho, que devido a problemas financeiros, abriu mão de disputar a competição.

Apesar de ser debutante, o Marau não se intimidou e fez bela campanha, terminando na 3ª colocação no geral, conquistando o acesso para a Divisão de Acesso (equivalente a Segundona). No Primeiro turno pelo Grupo A, o “Tricolor Maurauense” ficou na liderança com 14 pontos ganhos (sete jogos, com quatro vitórias, dois empates e uma derrota; marcando 15 gols, sofrendo sete, com um saldo de oito). Na fase final do turno, caiu na semifinal, perdendo os dois jogos para o Tupy, de Crissiumal por 2 a 0 e 3 a 0, que avançou para a final batendo o Sapucaiense (2 a 3 e 2 a 0) e ficando com uma das duas vagas de acesso.

No Segundo turno, o Marau voltou a fazer boa campanha, ficando na 2ª colocação da chave A, com nove pontos (mesmo número de pontos do líder Associação Nova Prata), perdendo no saldo de gols: um negativo contra três positivos (seis jogos, com duas vitórias, três empates e uma derrota, marcando cinco tentos e sofrendo seis).

Nas Quartas de final, o Marau avançou em cima do 15 de Novembro, de Campo Bom, vencendo o 1º jogo por 1 a 0, e na volta uma sonora goleada de 7 a 1. Nas semifinais, novo triunfo diante do Guarani de Venâncio Aires, empatando sem gols na casa do adversário. Diante da sua torcida, vitória por 3 a 1. Na grande final, empatou, em casa, em 1 a 1, contra Associação Nova Prata. Na volta, acabou derrotado pelo placar de 3 a 2.

Debuta na Divisão de Acesso

Em 2014, o caçulinha estreava no Campeonato Gaúcho da Divisão de Acesso. O Marau terminou a fase classificatória do Primeiro Turno, do Grupo B, na 5ª posição com 14 pontos, ficando de fora dos playoffs, pois apenas os quatro primeiros avançaram. Na fase classificatória do Returno, do Grupo B, acabou na 8ª e última posição com apenas cinco pontos, ficando de fora dos playoffs, pois apenas os quatro primeiros avançaram. Para piorar, acabou rebaixado.

Campeão da Terceirona

Em 2015, de volta ao Campeonato Gaúcha da Segunda Divisão (na prática equivalia a Terceirona), o Marau se reabilitou, faturando o seu primeiro título. Na final, no jogo de ida, dia 15 de julho, foi até Bagé e bateu o Guarany por 1 a 0, no Estádio Estrela D’Alva. Na volta, dia 19 de julho, voltou a vencer o Guarany de Bagé, por 2 a 0, na Arena Bebber, com gols de Rafael.

O time comandado por Vanderson Pereira, mandou a campo a seguinte equipe: Matheus; Alisson, Caio, Vagno e Ruan; Guto, Luiz Felipe, Joãozinho e Kelvin; Rafael e Cássio. Entraram: Vinicius Padilha, Valdívia e Jean Marcos.

O Guarany, comandado por Luciano Correia de Souza, jogou com: Ederson; Taynã, Mauri, Alex e Gustavo; Guilherme, Yuri, Madalena e Fabiano; Cleber e Léo. Entraram: Jacaré, Rodrigo e Manuel.

No computo geral, o Marau foi o campeão e também teve a melhor campanha (sete pontos a mais, em relação ao vice-campeão Guarany de Bagé): foram 35 pontos em 18 jogos, com 10 vitórias, cinco empates e três derrotas; marcando 27 gols, sofrendo nove e um saldo de 18.

Péssima campanha e o clube sai de cena do futebol

O retorno ao Campeonato Gaúcho da Divisão de Acesso de 2016, foi marcado por duros golpes. O Marau ficou no Grupo B, onde ficou na lanterna com apenas sete pontos em 14 jogos, resultando em novo rebaixamento. A relação em 2016 com a prefeitura de Marau estava ruim e se agravou. Com o resultado, a diretoria comunicou que estava deixando a esfera profissional, deixando em aberto um possível retorno no futuro.

FONTES: Wikipédia – YouTube – Federação Gaúcha de Futebol (FGF) – Vangfm – Prefeitura de Marau (RS) – Acervo de Roselio Basei

Sport Club Internacional – Campeão Gaúcho de 1950

Campanha do Título:

Campeonato de Porto Alegre

10.09.1950	
Internacional 5x1 Corinthians (Porto Alegre), em Porto Alegre
23.09.1950	
Internacional 1x1 Nacional (Porto Alegre), em Porto Alegre
04.10.1950	
Internacional 2x0 São José (Porto Alegre), em Porto Alegre
15.10.1950	
Internacional 2x3 Renner (Porto Alegre), em Porto Alegre
21.10.1950	
Internacional 3x1 Cruzeiro (Porto Alegre), em Porto Alegre
28.10.1950	
Internacional 0x0 Grêmio (Porto Alegre), em Porto Alegre
08.11.1950	
Internacional 4x0 Corinthians (Porto Alegre), em Porto Alegre
19.11.1950	
Internacional 3x1 Nacional (Porto Alegre), em Porto Alegre
25.11.1950	
Internacional 1x1 São José (Porto Alegre), em Porto Alegre
29.11.1950	
Internacional 2x0 Renner (Porto Alegre), em Porto Alegre
17.12.1950	
Internacional 3x1 Cruzeiro (Porto Alegre), em Porto Alegre
24.12.1950	
Internacional 0x0 Grêmio (Porto Alegre), em Porto Alegre
27.12.1950	
Internacional 4x3 Grêmio (Porto Alegre), em Porto Alegre
30.12.1950	
Internacional 1x0 Grêmio (Porto Alegre), em Porto Alegre

Campeonato Estadual

10.01.1951
Internacional 4x1 Floriano (Novo Hamburgo), em Porto Alegre
13.01.1951
Internacional 1x1 Uruguaiana (Uruguaiana), em Porto Alegre
17.01.1951
Internacional 1x0 Brasil (Pelotas), em Porto Alegre



Fonte: Arquivos do Autor e Gazeta Esportiva/SP