Arquivo da categoria: Estádios

Breve história: Estádio Morenão, em Iguatu (CE)

Foto tirada na década de 80

O Estádio Municipal João Elmo Moreno Cavalcante, depois alterou o nome para Antônio Moreno de Mello, o ‘Morenão’, fica situado no seguinte endereço: Rua Professora Maria Rosa Gouvêia, nº 200-352, no bairro Sete de Setembro, em Iguatu (CE).

Com grama natural (105 x 68 m) e Capacidade para 3.600 pessoas, às obras do Morenão tiveram início em 1979, sendo concluído dois anos depois. Para ser preciso, o estádio foi inauguradona terça-feira, do dia 19 de Maio de 1981 – no jogo entre Ceará e Fortaleza.

Foto tirada em 2022

Natural da cidade de Sobral, o engenheiro Ivo Viana foi quem projetou o Estádio Morenão. A Engecom Engenharia, Projeto, Construção Ltda. foi a responsável pelo início e conclusão das obras.

Em 2012, a prefeitura de Iguatu realizou obras de expansão no Estádio Morenão. As equipes Associação Desportiva Iguatu e Iguatu Futebol Clube são agremiações da cidade, que mandam os seus jogos no estádio municipal.

Bandeira oficial de Iguatu/CE

FOTOS: Página no Facebook “Estádio Municipal “O Morenão” – Iguatu/CE.” – Alberto Lopes Leiloeiro

FONTES: Wikipédia – YouTube Tony Alvarez Iguatu Ceará

Estádio Municipal Cap. Armando – Ouro Fino (MG)

Construído na gestão do prefeito Paulo Clepf, no início da década de 60, o Estádio Municipal Capitão Armando, está localizado na Rua Constante Jardim, nº 4, no Centro de Ouro Fino (MG).

FOTO: Alberto Lopes Leiloeiro

Fotos raras de 1982: Estádio Universitário Pedro Pedrossian, o Morenão – Campo Grande (MS)

O Estádio Universitário Pedro Pedrossian, o “Morenão“, é um estádio de futebol localizado na Rua UFMS, s/n, no bairro Universitário, na zona sul de Campo Grande (MS), que fica dentro do campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O campo possui gramado natural, com tamanho de 105 x 68m. A sua capacidade é de 44.200 torcedores, é o maior estádio de futebol do Mato Grosso do Sul; sendo o maior estádio universitário da América Latina.

Inaugurado no domingo, do dia 07 de Março de 1971, na vitória do Clube de Regatas Flamengo sobre o Sport Club Corinthians Paulista pelo placar de 3 a 1. O 1º gol foi assinalado pelo atacante rubro-negro Buião.

O estádio tem esse nome em homenagem ao então governador de Mato Grosso, Pedro Pedrossian, na época da fundação da UFMS (UEMT-1971).[3][5] O nome popular, Estádio Morenão, é uma referência ao apelido da cidade de Campo Grande, “Cidade Morena“.

Por uma infraestrutura deficitária, principalmente por causa do campo desnivelado e cheio de pedregulhos, o estádio foi interditado pelo Ministério Público em 2014. Uma consequência inesperada foi um alto número de tentativas de suicídio, forçando a UFMS a instalar câmeras de vigilância para detectar atividade suspeita.

Cartão Postal

Primórdios

A construção do estádio foi feita pela Companhia de Desenvolvimento de Mato Grosso que, por não dispor de todo o valor necessário para as obras, vendeu cadeiras cativas para angariar fundos.

A motivação para a construção de uma arena esportiva com capacidade para cerca de 40 mil pessoas em uma Campo Grande que, na época, possuía aproximadamente 140 mil habitantes foi política. Apesar do status de maior cidade do estado do Mato Grosso, a cidade não possuía nenhuma liga de futebol profissional, tampouco representante em campeonatos nacionais.

Recorde de público

Na quinta-feira, do dia 23 de fevereiro de 1978, aconteceu o público recorde, com 38.122 pagantes, na vitória do Operário Futebol Clube (MS) sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras (SP), pelo Campeonato Brasileiro de 1977. Lembrando que nesse ano, o Operário terminou a competição nacional na 3ª colocação, sendo uma das melhores campanhas de um clube do centro-oeste, na história.

Imagem vista do OVNI sobrevoando o estádio nesse dia 06/03/82

Operário venceu o Vasco da Gama, no dia em que foram vistos Óvnis no céu

No sábado, às 21h30min., do dia 06 de Março de 1982, aconteceu um fato misterioso no estádio! Um fenômeno assombrou os torcedores que assistiam a Operário-MS e Vasco pelo Grupo J, do Campeonato Brasileiro.

Luzes estranhas pairaram sobre o estádio Morenão, em uma suposta aparição de óvnis, relatos dizem que era um objeto em formato de um charuto em um tom de prata que sobrevoou o estádio e que ainda era acompanhado por pelo menos quatro objetos menores em volta, dois a frente e dois atrás o qual foi visto por jogadores, jornalistas e torcedores por cerca de uns 5 segundos, e o estádio que nesta data estava com cerca de 24 mil espectadores assistindo ao jogo que prosseguiu normalmente.

Até então é considerado o maior avistamento coletivo de óvnis do mundo e o único em estádios do Brasil. Até hoje o episódio desperta curiosidade e divide opiniões. Em 2014, foi lançado o documentário O que era aquilo?, sobre o acontecido naquele dia.

Nesse jogo, dentro das quatro linhas, o Operário-MS venceu o Vasco da Gama por 2 a 0. Os gols foram marcados pelo centroavante Jones, ambos na etapa inicial. O Esporte Espetacular, da Rede Globo fez uma matéria sobre o caso.

Links:

https://tvuol.uol.com.br/video/ovni-no-jogo-entre-operario-e-vasco-1982-04020E1C3962D8995326

https://www.youtube.com/watch?v=k0UHpXNPuKk

OPERÁRIO F.C. (MS) 2 X 0 C.R. VASCO DA GAMA (RJ)

LOCALEstádio Universitário Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande/MS
CARÁTER2ª rodada do Grupo J, do Campeonato Brasileiro da Série A de 1982
DATASábado, do dia 06 de Março de 1982
HORÁRIO21 horas e 30 minutos (de Brasília)
PÚBLICO24.575 pagantes
RENDACr$ 5.961.950,00
ÁRBITROJosé de Assis Aragão (FPF)
AUXILIARESAntônio de Pádua Sales (FPF) e Eugenio Bismark (FPF)
CARTÕES AMARELOSRondinelli (Vasco) e Jones e Cléber (Operário-MS)
OPERÁRIOCarlos Alberto; Cocada, Cássia, Paulo Marcos e Luís Cosme; Garcia, Pastoril (Gilberto) e Arturzinho; Moisés, Jones e Cléber. Técnico: Carlos Castilho.
VASCOMazarópi; Rosemiro (Galvão), Rondinelli, Ivan e Pedrinho; Dudu, Serginho e Cláudio Adão; Wilsinho, Roberto Dinamite e Renato Sá. Técnico: Antonio Lopes.
GOLSJones aos 18 e 35 minutos (Operário-MS), no 1º Tempo.

FONTES: Wikipédia – Alberto Lopes Leiloeiro Público – Jornal dos SportsUOL

Fotos raras da década de 70: Estádio Estadual Lourival Baptista, o “Batistão” – Aracaju (SE)

O Estádio Estadual Lourival Baptista, mais conhecido como Batistão, é um estádio de futebol localizado em Aracaju e construído em 1968 e inaugurado na quarta-feira, do dia 9 de julho de 1969, na goleada da Seleção Brasileira sobre o selecionado sergipano pelo placar de 8 a 2. O 1º gol foi assinalado pelo atacante Toninho Guerreiro (Santos FC). O público desse jogo foi de 45.058 pagantes.

Cartão Postal da década de 70

O gramado natural, com tamanho de 110 x 75 m, fica localizado na Rua Cedro, s/n, no bairro São José, em Aracaju/SE, tem capacidade atual para 15 mil pessoas.

Nas décadas de 70 e 80 era o palco dos clubes sergipanos que disputaram o Campeonato Brasileiro da Série A, recebendo dessa forma todos os principais clubes do Brasil e os principais atletas da época.

Hoje é palco dos principais clubes da capital, Confiança e Sergipe, que atuam pelo Campeonato Sergipano de Futebol, Campeonato Brasileiro Série C e Campeonato Brasileiro Série D.

Cartão Postal da década de 70

Esporadicamente, recebe jogos de maior importância a nível nacional, tal como Copa do Brasil e, mais recentemente, da 4ª rodada do 1ª divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2013 que teve como mandante o Esporte Clube Bahia.

Para a Copa do Mundo de 2014 o estádio foi escolhido como Centro de Treinamento para a seleção da Grécia. Estabelece-se, desse modo, o fortalecimento do vínculo entre dois povos que tem por tradição a simplicidade e o grande acolhimento aos seus visitantes. Laço este que promete auxiliar o apoio da torcida local com presságios de boa sorte na disputa do Mundial.

FONTES: Wikipédia – Alberto Lopes Leiloeiro Público

Fotos raras: Estádio Juca Ribeiro – Uberlândia (MG)

Vista panorâmica

Inaugurado em 1933, o Estádio Juca Ribeiro tinha capacidade para 7 mil pessoas. Localizado na Avenida Afonso Pena, nº 372, no Centro de Uberlândia, no triângulo mineiro (MG), era de propriedade do Uberlândia Esporte Clube.

Corinthians entrando em campo para amistoso com o UEC

Após a inauguração do Estádio do Sabiá, o velho campo era usado apenas para treinos e jogos oficiais da categorias de base do clube. Mas o Grupo Supermercadista e Hipermercadista Bretas, alugou o terreno do estádio, demolindo-o, em 2010, para construir um supermercado.

Arquibancadas de madeira tinham capacidade para 600 pessoas

Já havia um supermercado Bretas no complexo do estádio, porém a Rede Bretas, transferiu para parte interna do estádio a estrutura da loja. A Rede Bretas, tem 09 lojas, em Uberlândia.

FONTES E FOTOS: Wikipédia –  Ed. Gráficos Brunner Ltda. – Alberto Lopes Leiloeiro Público – Arquivo Público de Uberlândia

Foto Rara dos anos 70: Estádio do Morumbi – São Paulo (SP)

Estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Estádio do Morumbi

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Estádio do Morumbi, é um estádio construído para receber partidas de futebol, sendo a sede oficial do time brasileiro de futebol São Paulo Futebol Clube, já tendo recebido a Seleção Brasileira em várias ocasiões.

O estádio foi projetado para acomodar 150 mil espectadores, mas, devido a diversas reformas e à instalação de camarotes, sua capacidade foi reduzida para 72.039.

O Morumbi é o 3º maior estádio do Brasil, sendo também o maior estádio do estado de São Paulo e o maior estádio particular do País. Localiza-se na Praça Roberto Gomes Pedrosa, n.º 1, em São Paulo.

Projetado pelo arquiteto João Batista Vilanova Artigas, é considerado um patrimônio arquitetônico representativo da Escola Paulista, tendo sido tombado em 2018 pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp).

FONTE: Alberto Lopes Leiloeiro Público

Foto Rara dos anos 70: Estádio do Mineirão – Belo Horizonte (MG)

Estádio Governador Magalhães Pinto, o ‘Mineirão’ – Belo Horizonte (MG) – Cartão Postal: Vista aérea do Estádio Minas Gerais
Estádio Governador Magalhães Pinto, o ‘Mineirão’ – Belo Horizonte (MG) – Cartão Postal:Vista da Represa Pampulha

FONTES: Série Brasil Turístico – Mercator – Alberto Lopes Leiloeiro Público

Foto Rara dos anos 70: Estádio do Maracanã – Rio de Janeiro (RJ)

Estádio Mário Filho, ‘Maracanã’  – Cartão Postal (Edição: Colombo Cine Foto Produções Ltda. – Fotografia de Aldo Colombo)

Medalha brasileira comemorativa da Inauguração do Estádio de Futebol Maracanã, para a Copa do Mundo de 1950, produzida em bronze, diâmetro 3,5cm.

FONTES: Fotografia de Aldo Colombo – Alberto Lopes Leiloeiro Público