Arquivo da categoria: Mato Grosso do Sul

Fotos raras de 1982: Estádio Universitário Pedro Pedrossian, o Morenão – Campo Grande (MS)

O Estádio Universitário Pedro Pedrossian, o “Morenão“, é um estádio de futebol localizado na Rua UFMS, s/n, no bairro Universitário, na zona sul de Campo Grande (MS), que fica dentro do campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O campo possui gramado natural, com tamanho de 105 x 68m. A sua capacidade é de 44.200 torcedores, é o maior estádio de futebol do Mato Grosso do Sul; sendo o maior estádio universitário da América Latina.

Inaugurado no domingo, do dia 07 de Março de 1971, na vitória do Clube de Regatas Flamengo sobre o Sport Club Corinthians Paulista pelo placar de 3 a 1. O 1º gol foi assinalado pelo atacante rubro-negro Buião.

O estádio tem esse nome em homenagem ao então governador de Mato Grosso, Pedro Pedrossian, na época da fundação da UFMS (UEMT-1971).[3][5] O nome popular, Estádio Morenão, é uma referência ao apelido da cidade de Campo Grande, “Cidade Morena“.

Por uma infraestrutura deficitária, principalmente por causa do campo desnivelado e cheio de pedregulhos, o estádio foi interditado pelo Ministério Público em 2014. Uma consequência inesperada foi um alto número de tentativas de suicídio, forçando a UFMS a instalar câmeras de vigilância para detectar atividade suspeita.

Cartão Postal

Primórdios

A construção do estádio foi feita pela Companhia de Desenvolvimento de Mato Grosso que, por não dispor de todo o valor necessário para as obras, vendeu cadeiras cativas para angariar fundos.

A motivação para a construção de uma arena esportiva com capacidade para cerca de 40 mil pessoas em uma Campo Grande que, na época, possuía aproximadamente 140 mil habitantes foi política. Apesar do status de maior cidade do estado do Mato Grosso, a cidade não possuía nenhuma liga de futebol profissional, tampouco representante em campeonatos nacionais.

Recorde de público

Na quinta-feira, do dia 23 de fevereiro de 1978, aconteceu o público recorde, com 38.122 pagantes, na vitória do Operário Futebol Clube (MS) sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras (SP), pelo Campeonato Brasileiro de 1977. Lembrando que nesse ano, o Operário terminou a competição nacional na 3ª colocação, sendo uma das melhores campanhas de um clube do centro-oeste, na história.

Imagem vista do OVNI sobrevoando o estádio nesse dia 06/03/82

Operário venceu o Vasco da Gama, no dia em que foram vistos Óvnis no céu

No sábado, às 21h30min., do dia 06 de Março de 1982, aconteceu um fato misterioso no estádio! Um fenômeno assombrou os torcedores que assistiam a Operário-MS e Vasco pelo Grupo J, do Campeonato Brasileiro.

Luzes estranhas pairaram sobre o estádio Morenão, em uma suposta aparição de óvnis, relatos dizem que era um objeto em formato de um charuto em um tom de prata que sobrevoou o estádio e que ainda era acompanhado por pelo menos quatro objetos menores em volta, dois a frente e dois atrás o qual foi visto por jogadores, jornalistas e torcedores por cerca de uns 5 segundos, e o estádio que nesta data estava com cerca de 24 mil espectadores assistindo ao jogo que prosseguiu normalmente.

Até então é considerado o maior avistamento coletivo de óvnis do mundo e o único em estádios do Brasil. Até hoje o episódio desperta curiosidade e divide opiniões. Em 2014, foi lançado o documentário O que era aquilo?, sobre o acontecido naquele dia.

Nesse jogo, dentro das quatro linhas, o Operário-MS venceu o Vasco da Gama por 2 a 0. Os gols foram marcados pelo centroavante Jones, ambos na etapa inicial. O Esporte Espetacular, da Rede Globo fez uma matéria sobre o caso.

Links:

https://tvuol.uol.com.br/video/ovni-no-jogo-entre-operario-e-vasco-1982-04020E1C3962D8995326

https://www.youtube.com/watch?v=k0UHpXNPuKk

OPERÁRIO F.C. (MS) 2 X 0 C.R. VASCO DA GAMA (RJ)

LOCALEstádio Universitário Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande/MS
CARÁTER2ª rodada do Grupo J, do Campeonato Brasileiro da Série A de 1982
DATASábado, do dia 06 de Março de 1982
HORÁRIO21 horas e 30 minutos (de Brasília)
PÚBLICO24.575 pagantes
RENDACr$ 5.961.950,00
ÁRBITROJosé de Assis Aragão (FPF)
AUXILIARESAntônio de Pádua Sales (FPF) e Eugenio Bismark (FPF)
CARTÕES AMARELOSRondinelli (Vasco) e Jones e Cléber (Operário-MS)
OPERÁRIOCarlos Alberto; Cocada, Cássia, Paulo Marcos e Luís Cosme; Garcia, Pastoril (Gilberto) e Arturzinho; Moisés, Jones e Cléber. Técnico: Carlos Castilho.
VASCOMazarópi; Rosemiro (Galvão), Rondinelli, Ivan e Pedrinho; Dudu, Serginho e Cláudio Adão; Wilsinho, Roberto Dinamite e Renato Sá. Técnico: Antonio Lopes.
GOLSJones aos 18 e 35 minutos (Operário-MS), no 1º Tempo.

FONTES: Wikipédia – Alberto Lopes Leiloeiro Público – Jornal dos SportsUOL

Fotos Raras: Esporte Clube Comercial – Campo Grande (MS), Campeão estadual de 1975

EM PÉ (esquerda para a direita): Aranha, Higino Gamarra, Nandes, Henrique Pereira, Diogo e Jorge Carraro;
AGACHADOS (esquerda para a direita): Copeu, Dante, Bife, Golê e Carlinhos.
O treinador era José Carlos Bauer
EM PÉ (esquerda para a direita): Aranha, Waldir, Higino Gamarra, Henrique Pereira, Lulinha e Diogo;
AGACHADOS (esquerda para a direita): Zezé, Dante, Bife, Golê e Corisco.
O treinador era José Carlos Bauer

EM PÉ (esquerda para a direita): Aranha, Lulinha, Higino Gamarra, Henrique Pereira, Diogo e Jorge Carraro;
AGACHADOS (esquerda para a direita): Carlinhos, Juarez, Dante, Golê e Tonico.
O treinador era José Carlos Bauer

FOTOS: Acervos José Leôncio Carvalho – José Pupula da Silva – Elton da Costa Pinto

Esporte Clube Jardim – Jardim (MS): Disputou o Estadual da 2ª Divisão de 2001

O Esporte Clube Jardim é uma agremiação do Município de Jardim, no estado de Mato Grosso do Sul. Com uma população de 24.484 habitantes (segundo o censo IBGE de 2011), a localidade está a 259 km da capital (Campo Grande). Jardim foi criado em 14 de maio de 1946 e emancipado em 11 de dezembro de 1953.

Por falar no ano em que Jardim surgiu, o clube também foi Fundado em 1946, por um grupo de amigos que, se tornaram sócios fundadores, naquela época. Dessa forma, se tornando o 1º clube social do município.

A ideia inicial, era promover eventos da alta sociedade e militares jardinenses. Com o adventos dos “Bailes”, o número de sócios foi crescendo. Com novas Diretorias formadas por homens de negócios que na época investiam em Jardim ou trabalhavam na CER-3.

Ocorreram bailes sociais de primeira linha, trajados de palito completo, assim como Baile de debutantes, formaturas e outros, da melhor qualidade, com bandas do Paraná e interior de São Paulo, que faziam das noites jardinenses, as melhores dos anos.

Os carnavais com blocos e belas fantasiadas, “regado” por ótimas bandas esquentavam as noites tradicionais naquela época, que hoje, infelizmente, não existem mais.

 Sua 1ª Sede está localizada na Avenida Duque de Caxias, nº 415, no Centro. Já sua Sede administrativa fica situado na Rua Graça Aranha, nº 68, no Bairro Cohab Aeroporto. A Sede atual fica na Rua Tenente Ary Rodrigues, nº 415, no bairro de 9º Becnst.

Time de 1978, que enfrentou o Vasco

Um momento que marcou a vida da agremiação, aconteceu no domingo, do dia 15 de Janeiro de 1978, quando o Esporte Clube Jardim derrotou o time juvenil do Clube de Regatas Vasco da Gama/ RJ, po 1 a 0, no Estádio Município Major Costa (Capacidade para 2.500 pessoas), em Jardim (MS). A renda deste jogo foi revertida para a Casa do Garoto local.

E.C. Jardim (1990)
Em pé (esquerda para a direita):
Totó, Toninho  Catuaba, Carlinhos Grubert, Argeu e Gilberto;
Agachados (esquerda para a direita):
Pelezinho, Mário Nelson, Lori, Esquerdinha, Ivan Bugre e Djalma.

Na esfera profissional, a primeira e única participação, aconteceu há 19 anos. O Esporte Clube Jardim disputou o Campeonato Sul-Mato-Grossense da Segunda Divisão de 2001, organizado pela Federação Matogrossense de Futebol (FMF).

O Estádio Município Major Costa (Capacidade para 2.500 pessoas), em Jardim (MS).

A competição contou com a participação de 12 equipes, divididos em três grupos de quatro:

GRUPO A  

Clube Atlético Iguatemi (Iguatemi);

Esporte Clube Águia Negra (Rio Brilhante);

Nova Andradina Futebol Clube (Nova Andradina);

Triângulo Esporte Clube (Nova Andradina).

GRUPO B  

Bonito Futebol Clube (Bonito);

Esporte Clube Jardim (Jardim);

Novo Horizonte (Três Lagoas);

Vila São Bento (Sidrolândia).

GRUPO B  

Coxim Atlético Clube (Coxim);

Esporte Clube Campo Grande (Campo Grande);

Liga Rio-Verdense (Rio Verde de Mato Grosso);

Rio Negro Futebol Clube (Rio Negro);

No final, o Águia Negra foi o grande campeão, enquanto o Coxim ficou com o vice-campeonato da Segundona.

FONTES: Acervo Fotográfico Ten. Cel. Jaime Ribeiro – Wikipédia – Página do clube no Facebook – Rsssf Brasil.

Colaboração: jornalista e pesquisador Felipe Feitosa

Dourados Futebol Clube – Dourados (MS): Disputou três edições da 1ª Divisão do Estadual

O Dourados Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Dourados (MS). A sua Sede ficava situada na Av. Marcelino Pires, nº 5.326, no Bairro Cabeceira Alegre, em Dourados.

Em Março de 1991, após a fusão entre o Ubiratan Esporte Clube e o Clube Atlético Douradense nascia o Dourados Futebol Clube. Após se filiar a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), a equipe esteve presente em três edições do Campeonato Sul-Mato-Grossense da 1ª Divisão: 1991, 1992 e 1994. Após a última participação no Estadual, a fusão foi desfeita e o Dourados virou história.

FONTES: site FutebolMS – Mercado Livre – Cássio Siqueira

Torneio Início de Campo Grande(MS) – 1940

Data: 23 de abril de 1940
Local: Campo Grande – MS

1º Jogo – GE Renner 2×0 Operário FC
2º Jogo – SS Campograndense 2×0 EC Juventus
Final – GE Renner 0x0 SS Campograndense (3×2 pen)

Campeão – Grêmio Esportivo Renner (Campo Grande – MS)

Fonte: Arquivos do Autor

Inédito!! Federação Sportiva Mato-Grossense (FSM) – Corumbá (MT): Fundado em 1927

A Federação  Sportiva Mato-Grossense (FSM) foi uma entidade esportiva da cidade de Corumbá, no estado do Mato Grosso. Fundado na quinta-feira, do dia 15 de Setembro de 1927, como “Liga Matogrossense de Sports Athleticos (LMSA), pelos seguintes agremiações:

Corumbaense Football Club;

Riachuelo Football Club;

Ladário Athletico Club;

Commercio Sport Club.

Estiveram presentes na fundação da nova entidade:

Theodomiro Serra, tesoureiro, e Juan M. Vallejo, vice-presidente em exercício do Corumbaense Football Club;

Joaquim Alves Correa, presidente do Riachuelo Football Club;

José dos Santos Pité, presidente do Commercio Sport Club;

Leandro José Alves, vice-presidente em exercício do Ladário Athletico Club;

 

A 1ª Diretoria foi formada com os seguintes membros:

Presidente – Salusitano A. Maciel;

Vice-Presidente – Jeronymo Francisco Gonçalves;

1º Secretário – José de Souza Damy;

2º Secretário – Manoel H. Marques Fontes;

 

Curiosidades

Depois se filiou a Aliança Sportiva Campograndense. A primeira competição organizada pela FSM foi realizado em dois campos: Commercio Sport Club e Ladário Athletico Club. Cada um dos clubes fundadores entraram na nova entidade pagando 500 mil réis.

Os dados encontrados (na imagem abaixo) no Annuario dos Desportos no Brasil  (onde aparece o escudo) é referente ao ano de 1932. Conseqüentemente, os clubes e diretoria, nele mencionados, são referentes aquele ano.

FONTES: Annuario dos Desportos no Brasil – Gazeta Oficial – Estatuto da Federação  Sportiva Mato-Grossense (FSM)