Arquivo da categoria: Internacional / Conmebol

“Clássico do Rio Negro”: Brasil x Uruguai – 104 anos de tradição! Escudos e uniformes em 1916

O “Clássico do Rio Negro! Assim é conhecido no continente Sul-americano o jogo entre a Seleção Brasileira e o Uruguai, com 104 anos de grandes partidas, com diversos ingredientes como suor, sangue, lágrimas e emoções.

Uniforme pelo Brasil utilizado em 1916

Uniforme pelo Uruguai utilizado em 1916

Ao longo da história (contando com a vitória do Brasil por 2 a 0, nesta noite, em 17/11/2020, em Montevidéu), foram 77 jogos, com 37 vitórias para o Brasil, com 20 empates e 20 derrotas; 138 gols pró, 97 tentos contra; um saldo pomposo de 41 gols.

Sem nenhuma dúvida, é um dos maiores clássicos do futebol mundial. Tanto a Seleção Canarinho quanto La Celeste Olímpica são campeãs mundiais, campeãs sul-americana e campeões olímpicas, formados por jogadores renomados e campeões por todo o mundo, como Pelé, Schiaffino, Garrincha, Francescoli, Jairzinho, Álvaro Recoba, Nílton Santos, Diego Forlán e Luis Suárez, entre tantos outros craques.

A Seleção Uruguaia dominou o mundo na década de 1920 tendo suplantado às grandes moldes por ter sido a primeira seleção com futebol técnico e categoria, em vez do futebol de cruzamentos e chutões que dominava a Europa.

Já a Seleção Brasileira foi o que melhor dominou a arte do Esporte Bretão, levando à mestria o futebol técnico, o chamado Futebol-Arte, que valendo-se da categoria, improvisação, gingas e dribles, priorizava o ofensivo e o ataque.

O futebol brasileiro reencontrou seu auge após a Copa do Mundo de 1994, voltando a ser o mais temido e reverenciado do planeta. O Futebol uruguaio entrou em decadência na Década de 1990, porém nós últimos anos tem voltado ao seu auge sobretudo devido a ótima campanha na Copa do Mundo de 2010 e o título conquistado na Copa América de 2011, continuando a ser grande e respeitado, prosseguindo uma história de muita rivalidade com o Brasil, cheia de decisões, brigas, craques e gols, muitos gols.

Abaixo a ficha-técnica do Primeiro jogo entre as duas seleções, que aconteceu no domingo, do dia 12 de Julho de 1916, válido pelo 1º Campeonato Sul-Americano de futebol, realizado na Argentina. O Uruguai venceu, de virada, por 2 a 1.

BRASIL 1 x 2 URUGUAI

DATAEstádio do Club Gimnasia y Esgrima, em Buenos Aires (ARG)
CARÁTERCampeonato Sul-Americano de 1916
DATADomingo, do dia 12 de julho de 1916
PÚBLICO20 mil pagantes
ÁRBITROCarlos Fanta (Chile)
BRASILCasemiro, Orlando Pires e Nery; Lagreca, Sidney Pullen e Galo; Luiz Menezes, Alencar, Friedenreich, Mimi Sodré e Arnaldo. Ground Committeé: Joaquim de Souza Ribeiro, Benedicto Montenegro, Mário Sérgio Cardim e Sylvio Lagreca (capitão).
URUGUAISaporiti; Varela e Foglino; Germán Pacheco, Delgado e Vanzzino; Somma, Tognola, Pendibene, Gradín e Romano. Técnico: Jorge Germán Pacheco.
GOLSFriedenreich, aos 16 minutos (Brasil), no 1º Tempo. Gradin, aos 16 minutos (Uruguai); Tognola, aos 30 minutos (Uruguai),no 2º Tempo.

Menos de uma semana depois, em amistoso, as duas seleções voltaram a se enfrentar. No sábado, do dia 18 de Julho de 1916, o Uruguai recebeu a Seleção Brasileira, em Montevidéu (URU). Dessa vez, o selecionado Canarinho venceu pelo placar de 1 a 0, gol de Mimi Sodré (então, jogador do Botafogo Football Club). Abaixo a ficha-técnica do Segundo jogo entre as duas seleções e a 1ª vitória do Brasil.   

URUGUAI 0 x 1 BRASIL

LOCALEstádio Parque Central, em Montevidéu (URU)
CARÁTERAmistoso em 1916
DATASábado, do dia 18 de julho de 1916
PÚBLICO8 mil pagantes
ÁRBITROCarlos Fanta (Chile)
BRASILMarcos de Mendonça, Osny e Carlito; Amílcar, Lagreca e Facchini; Luiz Menezes, Alencar, Friedenreich, Mimi Sodré e Arnaldo. Ground Committeé: Joaquim de Souza Ribeiro, Benedicto Montenegro, Mário Sérgio Cardim e Sylvio Lagreca (capitão).
URUGUAICastro; Urdinarán e Foglino; Olivieri, Harley e Pascuariello; Pérez, Dacal, Broncini, Scarone e Bracchi. Técnico: Juan Harley (capitão).
GOLMimi Sodré, aos 12 minutos (Brasil), no 2º Tempo.

FONTES: Wikipédia – site da CBF

Administracion del Puerto de Valparaíso – Valparaíso (Chile)

O Administracion del Puerto de Valparaíso foi uma agremiação da cidade da região de Valparaíso, no Chile. O clube, Fundado na década de 40 por estivadores, foi uma das grandes forças de Valparaíso, onde chegou a participar do Campeonato Chileno da Segunda Divisão, nos anos 50. Atualmente se encontra extinto.

FONTES: Blog Futuro 88.9 FM – Revista Estadio – Amante Futbolero

 

Participação do Nordeste em competições Sulamericanas

Em mais de 50 anos de competições sul-americanas oficiais, foram 28 participações de 9 times da região dos estados de Pernaqmbuco, Bahia, Maranhão, Ceara, Alagoas e Rio Grande do Norte.

Três torneios já contaram com representantes do Nordeste. Além da Libertadores (cuja vaga é a mais difícil) e da extinta Copa Conmebol, a Sul-Americana veio para suprir a demanda por disputas do tipo.

Em relação ao desempenho, o máximo alcançado foi a final, uma vez no ano de 1999, no último ano da Copa Conmebol, o CSA-AL  decidiu o título contra os argentinos do Talleres, perdendo com um gol aos 45 do segundo tempo. O time alagoano se aproveitou da vaga aberta à Copa do Nordeste, uma vez que o Vitória, campeão daquela regional, declinou do convite, o vice, Bahia, e o terceiro colocado, Sport, também. Na quarta posição, o alviazulino de Maceió topou e fez história.

Taça Libertadores da América
1960 – Bahia (quartas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1964 – Bahia (pré-libertadores, 1ª fase – 2 jogos)
1968 – Náutico (fase de grupos, 1ª fase – 6 jogos)
1988 – Sport (fase de grupos, 1ª fase – 6 jogos)
1989 – Bahia (quartas de final, 3ª fase – 10 jogos)
2009 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 8 jogos)
Ranking de participações (6): Bahia 3; Sport 2; Náutico 1

Copa Conmebol
1994 – Vitória (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1995 – Ceará (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1997 – Vitória (quartas de final, 3ª fase – 4 jogos)
1998 – América-RN (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1998 – Sampaio Corrêa (semifinal, 3ª fase – 6 jogos)
1999 – CSA (vice-campeão, 4ª fase – 8 jogos)
Ranking de participações (6): Vitória 2; Ceará, América-RN, Sampaio Corrêa e CSA 1

Copa Sul-Americana
2009 – Vitória (oitavas de final, 2ª fase – 4 jogos)
2010 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2011 – Ceará (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2012 – Bahia (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2013 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2013 – Bahia (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2013 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2013 – Náutico (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2014 – Bahia (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2014 – Vitória (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2014 – Sport (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2015 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2015 – Bahia (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2016 – Santa Cruz (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2016 – Sport (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2016 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2017 – Sport (em andamento)
Ranking de participações (17): Vitória e Sport 5; Bahia 4; Ceará, Náutico e Santa 1

 

Ranking de participações dos nordestinos (ate 2017)

7 – Bahia, Vitória e Sport
2 – Náutico e Ceará
1 – Sampaio Corrêa, América-RN, CSA e Santa Cruz

 

fonte: parte do diario de pernambuco (blog do cassios)

Atletico Mineiro, o 24º campeão da Libertadores

1. Club Atlético INDEPENDIENTE (Argentina, 1964/1965/1972/1973/1974/1975/1984) # 07 títulos

  2. Club Atlético BOCA JUNIORS (Argentina, 1977/1978/2000/2001/2003/2007) # 06 títulos

3. Club Atlético PEÑAROL (Uruguai,1960/1961/1966/1982/1987) # 05 títulos

4. Club ESTUDIANTES DE LA PLATA (Argentina, 1968/1969/1970/2009) # 04 títulos

5. Club NACIONAL de Football (Uruguai,1971/1980/1988) # 03 títulos

6. Club OLIMPIA (Paraguai, 1979/1990/2002) # 03 títulos

7. SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil,1992/1993/2005) # 03 títulos

8. SANTOS Futebol Clube (Brasil, 1962/1963/2011) #03 títulos

9. GRÊMIO Foot-Ball Porto Alegrense (Brasil,1983/1995) # 02 títulos

10. Club Atlético RIVER PLATE (Argentina, 1986/1996) # 02títulos

11. CRUZEIRO Esporte Clube (Brasil, 1976/1997) # 02títulos

12. Sport Club INTERNACIONAL (Brasil, 2006/2010) # 02 títulos

13. RACING Club (Argentina, 1967) # 01 título

14. Clube de Regatas do FLAMENGO (Brasil, 1981) # 01 título

15. Asociación Atlética ARGENTINOS JUNIORS (Argentina, 1985) # 01 título

16. Corporación Deportiva Club ATLÉTICO NACIONAL (Colômbia, 1989) # 01 título

17. Club Social y Deportivo COLO COLO (Chile, 1991) # 01 título

18. Club Atlético VÉLEZ SARSFIELD (Argentina, 1994) # 01 título

19. Club de Regatas VASCO DA GAMA (Brasil, 1998) # 01 título

20. Sociedade Esportiva PALMEIRAS (Brasil, 1999) # 01 título

21. Corporación Deportiva ONCE CALDAS (Colômbia, 2004) #01 título

22. Liga Deportiva Universitária de Quito – L.D.U. DE QUITO (Equador, 2008) # 01 título

23. Sport Club CORINTHIANS Paulista (Brasil, 2012) # 01 título

24. Clube ATLÉTICO MINEIRO (Brasil, 2013) # 01 título

Classificação, por países:

1. ARGENTINA # 22 títulos

2. BRASIL # 17 títulos

3. URUGUAI # 08 títulos

4. PARAGUAI # 03 títulos

5. COLÔMBIA # 02 títulos

6. CHILE # 01 título

7. EQUADOR # 01 título

Entre os Brasileiros, classificação por estados:

1. SÃO PAULO # 08 títulos

2. RIO GRADE DO SUL # 04 títulos

3. MINAS GERAIS # 03 títulos

4. RIO DE JANEIRO # 02 títulos

f:rsssf.com

 

Olímpica de Lavras x Colômbia

Em 1949, após disputar a Copa América no Brasil e terminar na lanterna, a Seleção Colombiana, antes de retornar à Bogotá, realizou um curioso amistoso contra a Associação Olímpica de Lavras do sul de Minas, conforme a Ficha Técnica abaixo: 

OLÍMPICA DE LAVRAS 1 x 1 SEL. DA COLÔMBIA
08/05/1949 Lavras-MG
Local: Estádio da Associação Olímpica
Árbitro: Mário Viana
Olímpica: Cantera; Velão, João e Carley; Sidney e Didi (Floriano); Sérgio, Lauro,
Carmo, Pico (Rui), Cláudio e Bolacha.
Colômbia: Ojeda; Picalua e Mariaga; Castelbondo, Vil e Gutierrez; Garcia, Haroldo,
Edgard, Ruiz e Camillo.
Gols: Ruiz 1º T (Colômbia) e Rui (Olímpica) 2° T
Obs: O jogador Rui que entrou no segundo tempo e assinalou o gol de empate
era o centroavante do Sete de Setembro de BH.

Cordiali Saluti

Claudio

Fonte: Jornal Estado de Minas

Sociedad Sportiva Devoto

Sociedad Sportiva Devoto é um time de futebol argentino, na cidade de Devoto, Córdoba. É filiado à Liga de Futebol Regional de São Francisco. O clube foi fundado em 15 de maio de 1921.

Assista um dos golaços da equipe