Redescoberta outra goleada histórica do futebol Brasileiro: Nacional 24 a 0, no Brasil Sport, pelo Campeonato Amazonense de 1922

O futebol é o esporte mais visto no mundo. Muitos são os ingredientes para tal paixão. Alguns citam que é a única modalidade no planeta que as ‘zebras’ aparecem com maior freqüência. Outros lembram das jogadas plásticas como o drible, a tabelinha, etc. A magia do futebol é algo cativante.

Mas há outras questões que fascinam e ficam na memória dos torcedores. Uma delas, são aquelas goleadas históricas. A maior parte das goleadas históricas, tanto no mundo como no Brasil, ocorreram no período do amadorismo. Mas foi na Escócia que ocorreu a maior soma de gols registrada na história. O massacre ocorreu durante uma partida do campeonato escocês em que a equipe do Arbroath ganhou de 36 a 0, sobre o Bonn Accord, em 1885.

No futebol brasileiro, o maior placar registrado aconteceu durante uma partida entre Botafogo e Mangueira, em confronto válido pelo campeonato carioca de 1909.O jogo se realizou no dia 30 de maio no campo do alvinegro, na Rua Voluntários da Pátria, o Alvinegro massacrou o rubro-negro tijucano pelo placar de 24 a 0.

 

OUTRO 24 X 0 É ENCONTRADO, DESTA VEZ, NO AMAZONAS

Contudo, após muitas pesquisas foi encontrado outra goleada de 24 a 0. Desta vez, no futebol amazonense. O responsável por essa descoberta é o pesquisador José Ricardo Caldas, residente em Brasília, que pode ter encontrado um recorde para dividir com o Botafogo carioca a maior goleada do futebol brasileiro no  Guiness Book, o ‘Livro dos Recordes’.

Essa partida aconteceu no ano de 1922, em Manaus (AM). A fonte desta pesquisa foi extraída do Jornal do Commercio, que noticiou o inacreditável placar de 24 a 0, do Nacional em cima do Brasil Sport, válido pelo Campeonato Amazonense daquele ano. Durante muitos anos, esse resultado histórico ‘repousou’ por décadas sem ser de conhecimento público. A partir daí, Gaspar Vieira, procurou mais informações sobre essa partida histórica e acabou encontrando no jornal Gazeta da Tarde.

 

DADOS DO ESTADUAL DE 1922

O Campeonato Amazonense de 1922 teve a participação de oito clubes: Brasil Sport EuterpeLusoManáos SportingMonte Cristo NacionalRio Negro e União Sportiva. No Estadual de 1921, o Rio Negro havia conquistado o título, derrotando o arquirrival Nacional. Mas nessa edição os nacionalinos montaram um bom time visando se vingar do audacioso rival e reconquistar sua hegemonia no futebol amazonense.

O time tinha um ataque de respeito com destaque para Leonardo, Orlando e Dantas. Com tão excelentes craques, o Nacional não teve dificuldades em conquistar o Campeonato Amazonense de 1922, sendo que no jogo de estreia já mostrava sua força, goleando o Euterpe por 6 a 2.

O único clube que realmente combatia de igual para igual com os nacionalinos era o Rio Negro. Mas o Nacional não tomou conhecimento de seu tradicional adversário, tornando-se campeão.

 

DETALHES DA GOLEADA HISTÓRICA

Então, num domingo, do dia 24 de Setembro de 1922, o Nacional enfrentou o Brasil Sport, no Campo do Parque Amazonense. Uma curiosidade ou talvez um pressagio, foi que na Preliminar, ocorreu o jogo entre os reservas dessas equipes (que disputavam com as suas equipes B, o Campeonato Amazonense da 2ª Divisão). No final, um triunfo espetacular do Nacional pelo placar de 23 a 0.

Talvez, esse marcador tenha motivado os titulares do Nacional, que entraram em campo “famintos” em marcar gols e mais gols. Arbitragem de José Rosas (que também era do Luso) e um pequeno público presente (o pequeno número de torcedores foi  em razão de o Brasil ser uma equipe fraca, o que gerava um desinteresse dos torcedores). As duas equipes entraram no gramado com as seguintes escalações:

NACIONAL: Nery; Fidoca e Fernandes; Pequenino, Eduardo e Leonardo; Orlando, Dantas, Virginio, Clóvis e Lemos.

BRASIL SPORT: Anísio; Paixão e Vidal; Saturnino, Gomes e Samuel; Chagas, Adeolis, Tavico, Almir e Heráclydes.

 

RESUMO DA PELEJA

O Nacional dominou o jogo de ‘cabo a rabo’, sem que o adversário tenha criado uma única chance de perigo à meta do arqueiro Nery. Aproveitando a fragilidade do oponente partiu para o ataque e, num verdadeiro ‘bombardeio’ foi marcando um gol atrás do outro. Assim, Anísio se tornou, até hoje, o goleiro mais vazado em um único jogo da história do futebol amazonense. Após o fim do jogo, se registrou o elevado placar: Nacional 24 x 0 Brasil Sport.

PS.: Infelizmente, nem o Jornal do Commercio e nem a Gazeta da Tarde registraram o nome dos jogadores que fizeram os gols e quantos cada um marcou. Este resultado histórico passou mais de 80 anos até ser redescoberto para o deleite dos pesquisadores e apaixonados pelo futebol. 

 

FONTES & FOTOPesquisador José Ricardo – Jornal do Commercio – Gazeta da Tarde – Professor e Pesquisador do Futebol Amazonense, Gaspar Vieira Neto

Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Amazonas, Carências, Curiosidades, Grandes Goleadas, História do Futebol em por .

Sobre Sergio Mello

Sou jornalista, trabalho no Jornal dos Sports (atual ‘RJ Sports’), aqui no Rio de Janeiro/RJ, desde 2005. Anteriormente, trabalhei na Rádio Record e Jornal O Fluminense, de Niterói. No jornal já fiz o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Atualmente, tenho cerca de 3 mil matérias assinadas, e cubro o Flamengo e ainda faço a página dos pequenos. Também sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

4 pensou em “Redescoberta outra goleada histórica do futebol Brasileiro: Nacional 24 a 0, no Brasil Sport, pelo Campeonato Amazonense de 1922

  1. Sergio Mello Autor do post

    Meu amigo Cicero… Vamos escavando e ver até aonde nos iremos chegar.
    O importante é que fazemos algo em prol do futebol brasileiro e, de quebra, nos divertimos?
    Melhor que isso só se fosse remunerado!! rssrrsrsrsrss

Deixe uma resposta