Inédito!! Sporting Club do Brasil – Rio de Janeiro (RJ): Campeão do Torneio Início de 1934! Três participações na Segundona Carioca

IMPORTANTE! Caso compartilhe dê os devidos créditos ao autor (Sérgio Mello) e ao blog (História do Futebol). Vamos valorizar quem pesquisa, quem redesenha e quem busca apresentar raridades aos aficionados pela história, pelos escudos, pelo futebol em si! Obrigado!

O Sporting Club do Brasil foi uma agremiação da cidade do Rio de Janeiro (RJ). Na sua 1ª viagem, fora de Portugal, o Sporting Lisboa, estreou o seu uniforme (camisas com listas horizontais verdes e brancas), no Brasil.

No domingo, do dia 15 de Julho de 1928, enfrentou o Fluminense Football Club, no Estádio de Laranjeiras, no zona sul do Rio. O Tricolor bateu a equipe portuguesa por 4 a 1.

A partida ganhou muito destaque da imprensa carioca, o que encantou muitos torcedores. Entre eles, um grupo de desportistas moradores das imediações da Praça Lopes Trovão, que resolveram homenagear o clube português ao criar uma agremiação.

Assim, o Sportinguense foi Fundado na quinta-feira, do dia 27 de Setembro de 1928, por José Antonio Bruni, José Teixeira, Nicola Bruni, Anthero Ferreira, Raphael Perrone, Carlos Nascimento. Outros nomes foram importantes na estruturação: Henrique Teixeira, Jesus Villar Ozon, Jayme do Amaral Figueiredo, Antonio Moutinho.

Além do futebol, no decorrer o clube contou com outras modalidades: Ping-Pong (Tênis de Mesa) e Basquetebol. No clube também os bailes eram muito concorridos no Centro do Rio. As suas cores: branco e azul cerúleo.

Algumas de suas Sedes: entre 1930 a 1932, ficava na Rua São Pedro, nº 168, no Centro do Rio. A partir de junho de 1932, estava localizada na Rua Marechal Floriano, nº 46/1º andar, no Centro do Rio.

Por fim, a sua Sede (entre 1933 a 1940) ficava localizada na Rua General Câmara, nº 156 (sobrado) ou 356, no Centro do Rio. Em 1941, com a criação da Avenida Presidente Vargas, diversas ruas desapareceram, inclusive a Rua General Câmara.

Ingressou na ASEA em 1930 e na LMDT em 1933

Foto de 1941

Em 1930, se filiou e disputou as competições da Associação Suburbana de Esportes Athleticos (ASEA). Na sexta-feira, do dia 21 de Abril de 1933, se filiou à Liga Metropolitana de Desportos Terrestres (LMDT).

Vice-campeão da sua Série do Torneio Início de 1933

A sua estreia aconteceu no Torneio Initium, no domingo do dia 30 de abril de 1933, realizado no campo da Viação Excelsior, em São Cristóvão, na zona norte do Rio.

O Sporting começou com o pé direito, ao bater o Sparta Football Club, por 1 a 0. Oscar Costa foi o árbitro. O time jogou: Sylvio; Augusto e Joaquim; Sebastião, Francelino e Jayme; Júlio, José, Peruano, Antonio e Santos.

Na segunda fase, outro triunfo. Dessa vez eliminou o Vicente de Carvalho por 1 a 0. Carlos Gomes apitou a peleja. Na terceira fase, encarou o Ideal, e novamente, conquistou a vitória: 2 a 0. Jayme Xavier foi o árbitro. No entanto, acabou caindo na final da sua série, ao ser derrotado pelo Jequiá, da Ilha do Governador por 2 a 0.

No Campeonato da Liga Metropolitana de 1933, o Sporting Club do Brasil estreou, no domingo, do dia 04 de Junho de 1933, arrancou um empate, fora de casa, com o Fundição Nacional Athletico Club, em 1 a 1.

Mosquito fez o gol para o Fundição, enquanto Lino marcou o tento do Alvianil. O time jogou: Sylvio; Quincas e Augusto; Mosquito, Lino e Paraizo; Gradim, Uubinar, Pierlen e Fernandes.

No returno, o Sporting goleou o Fundição por 4 a 1. No final, o Sportinguense fez uma boa campanha, terminando na 4ª colocação, na Divisão Emmanuel Nery.

Campeão do Torneio Início da Liga Metropolitana de 1934

No domingo, do dia 06 de Maio de 1934, se sagrou campeão do Torneio Initium, realizado no Estádio de Figueira de Melo, no bairro de São Cristóvão, na zona norte do Rio.

Na estreia, o Sporting bateu o Boa Vista por 1 a 0. Gol de Gradim. Na fase seguinte, passou pelo São José por 2 a 0. Mosquito, de pênalti, e Arlindo (contra), marcaram os tentos.

Na decisão, o Sporting Club do Brasil venceu o Sportivo Campo Grande por 2 a 1, ficando o inédito título. Plínio e Pichin, marcaram para o Sporting, enquanto Modesto fez o tento de honra do time vencido.

O S.C. do Brasil jogou assim: Aguiar; Quincas e Augusto; Paris, Lino e Mosquito; Maneco, Pichin, Gradim, Pipino e Fernando.

Vice-campeão do Campeonato da Liga Metropolitana de 1934

No Campeonato da Liga Metropolitana de 1934, o Sporting venceu o 1º Turno, com apenas três pontos perdidos, na frente do São José (quatro pontos perdidos) e Boa Vista (cinco pontos perdidos).

O Sporting Club do Brasil perdeu a invencibilidade na última rodada do primeiro turno – no domingo, do dia 22 de julho de 1934 – ao ser derrotado pelo vice-líder São José por  2 a 1, em Magalhães Bastos.

No final do campeonato, ocorreu uma debandada de diversos clubes, entre eles o Sporting, que indignado com o Sportivo Campo Grande que entregou os pontos para o São José (que acabou campeão da temporada), ficando com vice-campeonato. Posteriormente pediu desfiliação da Liga Metropolitana.

Na terça-feira, do dia 07 de Maio de 1935, o Sporting se filiou na Federação Metropolitana de Desportos (FMD). Assim, disputou nos anos de 1935, 1936 e 1937, o Campeonato da Divisão Intermediária, da Federação Metropolitana de Desportos (atual Carioca da Segunda Divisão).

Em 1935, na divisão Zona Sul, mandava os seus jogos no Campo da Avenida Pedro II. Nessa divisão participaram nove equipes:

Confiança Athletico Club;

Japohema Football Club;

Jardim Football Club;

River Football Club;

Sport Club Boa Vista;

Sport Club Cocotá;

Sport Club Portugal-Brasil;

Sporting Club do Brasil;

Viação Excelsior Football Club.

Ressurge o Sporting em 1940

O clube acabou sendo fechado pela Polícia, sob a alegação de residir no 2º andar uma família, sendo a escada a mesma para ambos. A medida policial foi acatada e o clube manteve-se inativo. A sede provisória ficava na Rua General Câmara, nº 102/ 2º andar, no Centro.

Com o falecimento de um dos fundadores, o Sr. Jesus Villar Ozon, fez com que os antigos membros se reagrupassem e, assim, reabrir o Sporting Club do Brasil no terça-feira, do dia 09 de maio de 1940.

Apesar do duro golpe, o Sporting voltou aos campos na terça-feira, do dia 04 de março de 1941, para enfrentar, às 19h45min., em amistoso, o Maurity Sport Club, no campo do Opposição, no bairro da Piedade, na zona norte do Rio. 

A reestréia foi animadora, com o Sporting goleando por 4 a 1. Os gols foram assinalados por Mario, duas vezes; Gabriel e Gildo, um tento cada. O time formou com: Hermínio; Ninito e Augusto; Orlando, Castro e Mesquita; Gabriel, Lima, Mario, Pepino (Gildo) e Homero.

Na terça-feira, do dia 12 de agosto de 1941, inaugurou a nova Sede situado na Rua Leandro Martins, nº 71, no Centro do Rio. Já disputando apenas o Tênis de Mesa, o Sporting Club do Brasil apareceu no noticiário até 1948, quando desapareceu sem deixar vestígios.  

Hino (marchinha de autoria: Nicola Bruni)

As nossas cores,

Dizem flores,

E amores,    

Sob o branco véu,

De um  lindo céu,

De anil,

Nosso pavilhão encerra

Sporting Club do Brasil

 A nossa bandeira,

Coberta de glórias,

Ostenta altaneira,

As páginas da história,

O nome consagrado,

De cada jogador,

Conquistando no gramado,

A victoria e o valor.

FONTES: A Esquerda (RJ) – A Nação (RJ) – A Noite (RJ) – A Manhã (RJ) – Correio da Manhã (RJ) – Diário Carioca (RJ) – Diário da Noite (RJ) – Diário de Notícias (RJ) – Gazeta de Notícias (RJ) – Jornal do Commercio (RJ) – Jornal dos Sports (RJ) – O Radical (RJ)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *