Campanha do Clube Esportivo Operário Varzeagrandense no Brasileiro da Série B – 1992

Paraná 4 x 0 Operário (VG)

Data: 09/02/1992

Local: Estádio Vila Capanema (Curitiba)

Árbitro: Antônio Rogério Osório

Renda: Cr$ 19.725.000,00

Publico: 4.843

Gols: Adoilson aos 10′, Alcântara aos 53′, Adoilson aos 67′ e Neguinho aos 68′.

Paraná: Luis Henrique; Balu, Servilio, Gralak e Ednelson; Roberto Alves (Neguinho), Marquinhos Ferreira, Adoilson e Serginho; Sérgio Luis e Alcântara (Saulo).

Operário: Jailton; Jocélio, Jailson, Paulo Henrique e Kleber; Márcio Ramos (Gilmar), Zé Carioca, Gerson Lopes (Dito Siqueira) e Carlinhos; Niltinho e Franz.

 

Operário (VG) 0 x 2 Grêmio

Data: 12/02/1992

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Árbitro: Edson Resende de Freitas

Renda: Cr$ 6.035.000,00

Publico: 5.600

Gols: Juninho aos 32′ e Caio aos 65′.

Operário: Jailton; Jocélio, Jailson, Paulo Henrique e Kleber; Tostão (Gilmar), Zé Carioca, Dito Siqueira e Márcio Ramos; Franz (Gerson Lopes) e Niltinho.

Grêmio: Emerson; Chiquinho, Vilson, Grotto e Lira; Pino, Jandir, Juninho (Assis) e Caio; Alcindo e Sinval.

 

Operário (VG) 0 x 1 Ponte Preta

Data: 16/02/1992

Hora: 17:00

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Dario Souza Campos

Renda: Cr$ 13.458.000,00

Publico: 4.005

Gol: Edenilson aos 70′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Rangel; Kleber (Carlinhos), Gerson Lopes, Dito Siqueira e Franz; Niltinho e Robert (Márcio Ramos).

Ponte Preta: Brigatti; Roberto Teixeira, Júnior, Pedro Luiz e Branco; Serginho Carioca, Luiz Carlos Goiano, Valdecir e Alexandre Alves (Celso Luiz); Ciro e Claudinho (Edenilson).

 

Operário (VG) 2 x 1 Londrina

Data: 19/02/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Getúlio Barbosa de Souza Júnior

Renda: Cr$ 6.984.000,00

Publico: 2.050

Gols: Robert aos 25′, Dito Siqueira aos 35′ e Alaor (L) aos 65′

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Dito Siqueira, Juares (Zé Carioca), Gerson Lopes (Niltinho Goiano) e Robert; Carlinhos e Franz.

Londrina: Anselmo; Nilson, João Neves, Márcio Alcântara e Alexandre (Alaor); Roberto, Tadeu, Marquinhos (Celso Reis) e Édson Maradoninha; Marcos Severo e Aléssio.

 

América (MG) 4 x 1 Operário (VG)

Data: 23/02/1992

Local: Estádio Independência (Belo Horizonte)

Árbitro: Marques Dias da Fonseca

Renda: Cr$ 8.764.000,00

Publico: 2.918

Gols: Casagrande aos 28′, Flávio aos 51′, Róbson aos 73′, Casagrande aos 74′ e Dito Siqueira aos 75′

América: Milagres; Amarildo, Ricardo, Isaac e Ronaldo; Lelei, Dudu, Flávio e Róbson; Euller e Casagrande.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Juares, Gerson Lopes, Dito Siqueira e Robert (Paulo Sérgio); Franz (Zé Carióca) e Carlinhos.

 

Operário (VG) 2 x 2 Operário (CG)

Data: 08/03/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Antônio Pereira da Silva

Renda: Cr$ 9.345.000,00

Publico: 2.699

Gols: Indio aos 6′, Carlão aos 15′, Niltinho aos 51′ e Robert aos 58′

Operário (VG): Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Niltinho Goiano, Juares, Dito Siqueira e Niltinho; Carlinhos (Paulo Sérgio (Tostão)) e Robert.

Operário (CG): Rogério; Márcio Vieira, Gonçalves, Zé Ronaldo e Marcos Adriano; Miel, Branco (Cáceres), Biro Biro e Waldir; Carlão (Daniel) e Indio.

 

São José (SP) 2 x 1 Operário (VG)

Data: 11/03/1992

Local: Estádio Martins Pereira (São José dos Campos)

Árbitro: Carlos Elias Pimentel

Renda: Cr$ 6.028.999,00

Publico: 1.921

Gols: Roger aos 36′, Edgar aos 45′ e Rizza aos 92′.

São José: César; Luiz Antônio, Joãozinho, Zeca e Bolé; Rizza, Adilson, Bentinho e Silvinho (Zé Carlos); Roger e Bandeira (Esquerdinha).

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Ozéias e Jailson; Paulo Henrique, Dito Siqueira, Juares e Niltinho Goiano; Robert (Tiganá) e Niltinho (Tostão).

 

Operário (VG) 1 x 5 São josé (SP)

Data: 18/03/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Dario Souza Campos

Renda: Cr$ 3.642.000,00

Publico: 997

Gols: Niltinho Goiano aos 4′, Mathias aos 7′, Silvinho aos 51′, Bandeira aos 76′, Roger aos 81′ e aos 87′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Paulo Henrique (Tostão); Rangel, Niltinho Goiano, Juares e Dito Siqueira; Niltinho (Paulo Sérgio) e Robert.

São José: César; Luiz Antônio, Joãozinho, Zeca e Rizza; Bolé, Adilson, Bentinho (Esquerdinha) e Silvinho; Mathias (Roger) e Bandeira.

 

Londrina 3 x 1 Operário (VG)

Data: 22/03/1992

Local: Estádio do Café (Londrina)

Árbitro: Luis Cunha Martins

Renda: Cr$ 23.220.000,00

Publico: 4.893

Gols: Robert aos 35′, Marcos Severo aos 67′ e aos 68′; Edson Maradoninha aos 92′

Londrina: Anselmo; Xande, Márcio Alcântara (Marquinhos), Souza e Alexandre (Paulinho); Roberto, Luis Carlos Gaúcho, Édson Maradoninha e Tadeu; Marcos Severo e Aléssio.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Ozéias; Paulo Henrique (Caçapava), Rangel, Tostão (Tiganá) e Dito Siqueira; Niltinho e Robert.

 

Operário (VG) 1 x 1 Paraná

Data: 26/03/1992

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Árbitro: Getúlio Barbosa de Souza Júnior

Renda: Cr$ 2.330.000,00

Publico: 466

Gols: Marquinhos Capixaba aos 11′ e Saulo aos 57′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Ozéias, Jailson e Paulo Henrique (Niltinho Goiano); Tostão (Caçapava), Juares, Dito Siqueira e Toninho; Niltinho e Robert.

Paraná: Luis Henrique; Balu, Servilho, Gralak e Ednélson; Roberto Alves, Ney Santos, Adoilson (Alcântara) e Serginho; Maurilio e Saulo.

 

Ponte Preta 1 x 0 Operário (VG)

Data: 29/03/1992

Local: Estádio Moisés Lucarelli (Campinas)

Árbitro: Dalmo Bozzano

Gol: Claudinho aos 89′

Ponte Preta: Mauricio; Roberto Teixeira, Hélio, Júnior e Branco; Serginho Carioca, Darci, Pianelli (Edilson) e Ciro (Gustavo); Claudinho e Alexandre Alves.

Operário: Tonhão; Jocélio, Ozéias, Jailson e Indio; Tostão (Paulo Sérgio), Niltinho Goiano, Juares e Toninho; Dito Siqueira e Caçapava (Miltinho).

Obs: O Jogo foi realizado com Portões Abertos, sem cobrança de ingresso.

 

Operário (VG) 0 x 2 América (MG)

Data: 01/04/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Léo Feldmann

Renda: Cr$ 2.808.000,00

Publico: 602

Gols: Róbson aos 61′ e Euller aos 88′

Operário: Vitor; Jocélio, Marquinhos Capixaba, Jailson e Ozéias; Paulo Henrique (Paulo Sérgio), Juares, Dito Siqueira e Toninho (Tostão); Miltinho e Caçapava.

América: Milagres; Amarildo, Marins, Ricardo e Ronaldo; Taú, Dudu (Helinho), Flávio e Róbson; Euller e Casagrande (Gutemberg).

 

Operário (CG) 3 x 1 Operário (VG)

Data: 05/04/1992

Local: Estádio Pedro Pedrossian (Campo Grande)

Árbitro: Hélio Correa

Renda: Cr$ 602.000,00

Publico: 167

Gols: Toninho aos 7′, Branco aos 56′, Naldinho aos 76′ e Joel Marcos aos 88′

Operário (CG): Marcilio; Dorival, Cocada, Márcio Vieira e Joel Marcos; Miel, Biro Biro (Naldinho), Paulo César e Branco (Carlos Alberto); Indio e Carlão.

Operário (VG): Vitor; Jocélio, Marquinhos Capixaba, Ozéias e Jailson; Paulo Henrique (Tiganá), Tostão, Niltinho Goiano e Toninho; Paulo Sérgio e Caçapava.

 

Grêmio 7 x 1 Operário (VG)

Data: 08/04/1992

Local: Estádio Olimpico (Porto Alegre)

Árbitro: Wilson Carlos dos Santos

Renda: Cr$ 74.280.000,00

Publico: 56.450

Gols: Lira aos 18′, Carlinhos aos 20′, Cuca aos 37′, Juninho aos 40′, Marquinhos Capixaba aos 44′, Caçapa aos 58′, Biro Biro aos 65′ e Caio aos 77′.

Grêmio: Emerson; Chiquinho, Luciano, Vilson e Lira; Jandir (João Marcelo), Biro Biro, Caçapa e Juninho; Caio e Cuca.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Tiganá, Jocélio e Ozéias; Jailson, Paulo Henrique (Indio), Paulo Sérgio e Toninho; Miltinho e Caçapava (Tostão).

 

Fonte: Jornal A Gazeta/João Lopes (Súmulas Tchê)/Rodolfo Stella

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *