Moscoso Football Club – Vitória (ES): Fundado em 1914

Nome : Moscoso Football Club
Local : Vitória/ES
Data : 12 de outubro de 1914

Moscoso está na história do futebol capixaba não pela conquista de títulos, mas sim por ser ao lado de Vitória, América, Rio Branco e Barroso clubes fundadores da Liga Sportiva Espírito Santense (L.S.E.S) em 1917.
O clube dividia suas atenções além do futebol, esportes atléticos, Basquete, Remo e Futebol de Salão entre outros.
Pouco se tem de material sobre a equipe que reunia seus sócios na Rua Francisco Araujo número 28, o clube Moscoso era local de encontros da aristocracia capixaba para eventos como bailes e reuniões, certeza é de que suas cores eram rubro negras e disputou o estadual de 1917 até  década de 30 , década onde modificou seu nome para Associação Moscoso de Esportes se tornando alvirrubro. Sabemos também de uma enorme rivalidade com o Tiradentes Football Club da Vila Rubim de Vitória…O clube foi fundado entre outros motivos o Vitória F.C que não aceitava negros e pobres, o Moscoso não tinha este preconceito, aceitava “Gregos e Troianos”. O clube teve um campo ao lado da Igreja de Jucutuquara mas não se sabem o nome nem a data de inauguração do mesmo.

Em  17 de julho de 1921 foi encontrado o seguinte registro no Campo do Stand antigo campo do Vitória. O jornal resume a partida da seguinte forma:

“A saída coube ao Moscoso que logo entra a atacar o campo inimigo, morrendo o ataque nos pés de Luiz, mantendo-se o jogo no meio de campo, com investidas seguras de parte a parte. Num desse avanços a linha do Vitória vai até perto do posto de Edgar. Elnisio comete um hands na área perigosa, marcando o juiz, muito acertadamente, um pênalti kick, que batido por Costancio capitão do Vitória ocasionou o 1º ponto do Vitória.
Saem novamente os rubro negros, dez minutos depois do feito de Costancio, Argeu capitão do Moscoso, recebe um passe da direita e marca o único ponto para suas cores, empatando a peleja. Sempre bem equilibrado, o jogo terminou  o primeiro tempo com o resultado :

Vitória    ___ 1
Moscoso ___ 1

Chamadas as turmas novamente a campo, o Vitória como quem está disposto mesmo a vencer começa logo a dominar visivelmente o seu forte antagonista, cujos dianteiros, só de escapadas, conseguiam se aproximar do goal guardado por Malisek.
A linha de frente do Vitória consegue neste tempo mais dois pontos feitos por Ivan e Pedro, continuando sempre a bombardear ao posto de Edgar, terminando o jogo com derrota do Moscoso por 3×1.
Como juiz atuou o Sr. Amaro Bezerra, do América F.C que agiu a comento geral.
Escalação do Vitória : Malizek, Luiz, Luciano, Hylson, Cezar, Chipon, Dário, Adnet, Costancio, Pedro e Ivan

Escalação do  Moscoso : Edgar, Elnisio, Zixi, Jão mAchado, João Cruz, J. Gabrielli, Chico, Nenê, Eduardo Duca e Argeu

Dentro de campo o Moscoso não conquistou estadual ficando apenas em conquistas menores de torneios e troféus amistosos.
Um registro de  vitória muito importante do Moscoso foi diante do poderoso América da Vila Rubim primeiro campeão capixaba. Argeu abriu o placar para o Moscoso, antes do intervalo o Moscoso fez mais um. No 2º tempo Argeu seguiu sendo o grande destaque do Moscoso e fez 3×0, Mirabeua marcou contra o 4º gol do Moscoso, Edgard no fim da partida descontou para o América de pênalti. O Moscoso goleava por 4×1 o primeiro campeão capixaba. Partida do ano de 1919 em 05 de maio.
Moscoso : Edgard, Cruz, Zizi, Aloysio, Argeu, Hermílio, Doceirrinho, nenê, Tostes, Duncan e Alvim.

América : Ayrton, Mirabeau, Lendey, Tito, Bezerra, Homero, Adroaldo, Clivis, Semprime, Rani e Getulio.

Em 28 de abril de 1935 o Moscoso enfrentava o Fluminense Futebol Clube de Vitória em um amistoso no Campo do Capichaba F.C, a partida estava empata em 1×1 com Antenor chutando forte da entrada da área para o Moscoso, o Fluminense havia empatado de penal, minutos depois do empate a partida foi encerrada sem vencedor por um motivo muito peculiar…a única bola da partida furou.

O Moscoso costumava ir muito a Serra cidade vizinha de Vitória disputar partidas amistosas. Em uma delas nos anos 30 foi encarar o Serra Futebol Clube o mesmo que foi campeão capixaba várias vezes no começo dos anos 2000 quando ainda era apenas do futebol amador.

Jornal de 21 de maio de 1935
“Será que o Serra F.C ainda tem vontade de jogar com o Moscoso?
Achamos que não, om esta já é a quarta vez que o alvi-rubro joga naquela cidade e não trouxe de lá uma só derrota, portanto esta patente que qualquer tentativa de desforra será inútil, pois a melhor oportunidade que o Serra teve para vencer o Moscoso foi ontem, porque o alvi rubro estava completamente “furado”, mas mesmo assim os “machucados” empregaram-se a fundo e…abafaram a banca.
O quadro serrano jogou muito, mas o triangulo do Moscoso, mesmo jogando com Augusto contundido, descontrolou completamente o quadro local.

Os  melhores homens em campo
No quadro serrano salientaram-se dois homens : Dorly que embora não “desliza” tanto como diziam os adeptos do Serra, é um bom elemento e a ele devem os locais não ser só o score maior e Irineu que cavou muitos. Os demais todos esforçados pouco produziram.
Os auvi-rubros, desde o arqueiro até Itagildo todos jogaram bem,merecendo no entanto classificação especial, o arqueiro Augusto e Eloy.
Bahianinho, distribuiu satisfatoriamente e Dadá não produziu o sei jogo costumeiro. Necessita deixar a mania de driblings, E. de Waldo formou com Cleres uma ala perigosíssima. Itagildo, mesmo não estando bem controlado com a luinha agiu em contento.

Os gols
Aos 5 minutos de jogo o ponta direita do Serra aproveita falha de Chamadinha e marco de modo indeffensavel o 1º turno da tarde.
Os ataques revesam-se. Bahianinho de posse da pelota entrega a Dadá que finta Dorly e passa a E. de Waldo e esste a Cleres que centra. A bola vem aos pés de Eloy que escapa em direcção ao goal e quando ia arremessar é “calçado” por um dos bkas locaes dentro da área. O juiz marca penalidade que batida por Dadá empata a partida. Quando faltavam 20 minutos para o terminio do jogo um jogador local commette hands que batido por Augusto desempata a partida.
Mais alguns lances movimentados termina a contenda com resultado seguinte : Associação Moscoso de Esportes 2 x Serra F.C 1.
Arbitraram a partida respectivamente no 1º e 2º tempo o Sr Clovis MIqguel e Gessé que agiram a contento.
No jogo secundário não houve vencidos nem vencedores.”
Relatado originalmente como no jornal  Diário da Manhã.

Curioso é quem em abril do mesmo ano o Moscoso se meteu em uma grande confusão na mesma cidade, em partia contra outro clube serrano o XII de Outubro , o Moscoso abandonou o gramado após ter uma penalidade contra sua meta. A confusão toda pode ser lida no jornal daquele dia 07 de abril de 1935.

FONTE: Blog Memória do Futebol Capixaba (https://memoriafutebolcapixaba.blogspot.com.br

Este post foi publicado em 20. Diogo Henrique, Carências, Curiosidades, Escudos, Espírito Santo, História do Futebol em por .

Sobre Sergio Mello

Sou jornalista, trabalho no Jornal dos Sports (atual ‘RJ Sports’), aqui no Rio de Janeiro/RJ, desde 2005. Anteriormente, trabalhei na Rádio Record e Jornal O Fluminense, de Niterói. No jornal já fiz o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Atualmente, tenho cerca de 3 mil matérias assinadas, e cubro o Flamengo e ainda faço a página dos pequenos. Também sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *