Santa Cruz Futebol Clube (Santa Cruz de Belo Jardim) – Belo Jardim (PE): Uma participação na Terceirona de 1999

O Santa Cruz Futebol Clube (Santa Cruz de Belo Jardim) é uma agremiação do Município de Belo Jardim (PE). O ‘Tricolor da Gameleira’ foi Fundado no dia 11 de Setembro de 1922, sendo o clube mais antigo de Belo Jardim. A sua Sede Social Manuel Quaresma de Souza e o Estádio José de Souza Cavalcante, ficam localizados na Praça dos Motoristas, s\n, no Bairro de São Pedro, em Belo Jardim.

HISTÓRIA

O time surgiu na Rua da Estação e em seguida mudou-se para o bairro da Gameleira, hoje São Pedro. Clube dos Cacheiros foi o primeiro nome do time, quem estava à frente era o português Antônio Moreira comerciante naquela época. Nos anos seguintes o ‘Tricolor da Gameleira’ foi comandado pelo também comerciante o Sr. Cecílio Freitas (Foto acima) que adquiriu o campo da Gameleira que era cercado de aveloz, construiu o vestiário servindo de espaço reservado para os jogadores.

O Santa Cruz e Cultura a partir da década de 50 se tornou um dos maiores clássicos entre dois times de Belo Jardim. As pessoas da melhor idade sabem perfeitamente o valor do encontro futebolístico entre os dois times, dentro das quatro linhas de campo.

O Clássico entre os dois times aconteciam no domínio do Santa Cruz, campo José de Souza (Gameleira) e no campo Júlio Aniceto pertencendo ao Cultura. A cidade toda ficava envolvida com a grande rivalidade da época. Desfiles pelas ruas, torcedores fiéis empolgados e o ponto culminante era o jogo mesmo sendo um simples amistoso.

O ÍDOLO

Índio foi um atleta que brilhou nos campos de futebol do interior de pernambucano. O centroavante artilheiro que jogou em nossa cidade na década de 60 até início dos anos 70. Recebendo convite para defender as cores do Santa Cruz da Gameleira por intermédio do Sr. José de Souza, presidente do tricolor belo-jardinense.

O jogador fez sua estreia contra o Íbis da capital pernambucana, e o Santa venceu por 3 a 2, com os três gols sendo assinalado pelo Índio. O jornalista belo-jardinense Bartolomeu Marinho colocou como manchete do jornal da época a seguinte manchete: “Índio flechou o Íbis”.

PRESIDENTE EXPULSA O JUIZ

Outro acontecimento foi quando o ‘Tricolor da Gameleira’ jogou contra um time de Caruaru. O jogador Viana se envolveu numa confusão com os jogadores do time adversário e o arbitro expulsou o jogador. Viana se dirigiu ao juiz e disse que não saia de campo. José Palito, presidente do Santa Cruz, entrou em campo e falou para o juiz que o atleta ia sair, mas, no segundo tempo ele voltaria a jogar e colocaria outro juiz. Foi o que aconteceu!

Time de 1949

Em 1963 no Santacruzinho, cujo treinador era o Sr. Jose Ananias de Morais o conhecidíssimo Zezinho Mano, foi o grande responsável pelas revelações de jogadores em Belo Jardim. O interessante que essa equipe era formada por jovens residentes no centro da cidade e no bairro de São Pedro, já que na época existia, uma grande barreira, no bom sentido, entre esses jovens.

Logicamente, a criação desta equipe contribuiu bastante para quebrar o clima existente naquela época. Zeca, Nelson Pinto, Wilame (Ilê), Alberes, Bosco, Antinha, Tuel e Toinho Falcão que moravam no Centro (na Rua como diziam os que moravam no bairro de São Pedro). No Bairro de São Pedro cito Arlindo (furiá), Lulinha, Zezinho Miranda, Pingüim de Vitor e Pinguim de João Arigon.

O velho Santa Cruz deixa muitas saudades aos antigos desportistas belo-jardinenses, o time era chamado de “terror” nos campos das cidades do interior pernambucano. Jogos históricos contra o AGA de Garanhuns, ASA de São Bento do Una, Comercial e União Peixe de Pesqueira, Democrático de Arcoverde, Vera Cruz e Comércio de Caruaru foram encontros que ainda hoje estão registrados nas memórias das pessoas que participaram de forma direta ou indireta desses clássicos.

Em 1964 o Santa Cruz foi Vice Campeão da Taça Pernambuco e várias vezes, campeão do Campeonato belo-jardinense. O Santa Cruz já revelou vários jogadores para times profissionais, Rivaldo foi penta campeão pernambucano defendendo o Santa Cruz do Recife, Carlinhos Souza foi outro atleta que também defendeu o tricolor do Arruda.

Time de 1989

Nos anos 90, o ‘Tricolor da Gameleira’ participou do Campeonato Pernambucano da Terceira Divisão, no ano de 1999. Atualmente, o Santa Cruz ainda existe, alguns colaboradores e torcedores continuam apoiando o time para não deixar desaparecer o time de maior tradição do futebol amador de Belo Jardim.

 

FONTES & FOTOS: Site Paredão do Povo – Blog Informativo Wildes Brito – Rsssf Brasil – Diário de Pernambuco 

Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Curiosidades, Escudos, História do Futebol, Pernambuco em por .

Sobre Sérgio Mello

Sou jornalista, desde 2000, formado pela FACHA. Trabalhei na Rádio Record; Jornal O Fluminense (Niterói-RJ) e Jornal dos Sports (JS), no Rio de Janeiro-RJ. No JS cobri o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista do América, dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Também fui colunista no JS, tinha um Blog no JS. Sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. Também sou vetorizador, pesquisador e historiador do futebol brasileiro! E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.