Paissandu é o novo campeão da Copa Verde 2014

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou o Brasília-DF e concedeu ao Paysandu o título da Copa Verde 2014. O julgamento aconteceu nesta segunda-feira, dia 28, no Rio de Janeiro, e o clube candango acabou punido, uma vez que os quatro jogadores não constavam no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até da data limite para inscrição.
No último dia 15 de julho, o STJD julgaria o caso, mas a diretoria do Brasília apresentou documentos novos e o órgão acabou por adiar o pleito alegando que precisaria analisar com cautela a documentação. Nesse intervalo, a CBF chegou a assumir a culpa ao divulgar um ofício afirmando que os atletas do Colorado do Distrito Federal estariam regulares, mas não foi suficiente.
Em entrevista por telefone com a reportagem do GloboEsporte.com, o diretor de futebol do Brasília, Régis Carvalho, disse estar surpreso com a decisão do STJD. O dirigente aguarda conversa com o advogado que representou o clube no julgamento antes de se posicionar sobre o caso, mas adianta que irá recorrer.
– Nós vamos reunir com o nosso advogado. De antemão, posso adiantar que vamos recorrer da decisão. O Brasília não errou em absolutamente nada, os jogadores nem saíram do BID, e não descartamos acionar a Justiça Comum se todos os outros meios foram eliminados. Não descartamos nada. O Brasília não pode pagar por um erro cometido pela CBF. Temos certeza que vamos reverter a situação – afirmou, taxativo.
Por outro lado, o chefe do departamento jurídico alviceleste, o advogado Alberto Maia, minimizou a conquista por saber que o Brasília irá recorrer ao pleno. No entanto, o bicolor acredita que a justiça foi feita e espera que a tese do clube paraense seja mantida no próximo julgamento que, segundo ele, deverá ser marcado para o final de agosto ou início de setembro.
– Na verdade, houve um julgamento e a tese do Paysandu prevaleceu junto a 1ª Comissão Disciplinar. Ainda não vencemos a guerra, só uma batalha. Nesse momento o título é do Paysandu e ganhamos o direito de disputar a Sul-Americana de 2015. A gente sabe que o Brasília pode e deve recorrer da decisão. Eles têm três dias para fazer isso à partir da publicação do acórdão. Depois o processo sobe para ser agendado o novo julgamento, no pleno – explicou Maia.
Entenda o caso
No dia 21 de abril, Brasília e Paysandu fizeram o segundo jogo da final da Copa Verde no Mané Garrincha, na capital federal. A partida terminou em 2 a 1 para o clube candango em campo, empatando o placar agregado. Nos pênaltis, o Papão acabou derrotado. Dias depois, o clube paraense fez uma queixa-crime de que quatro jogadores do Brasília – o lateral-direito Fernando, o zagueiro Índio, o meia Gilmar e o atacante Igor, sendo os três primeiros titulares e o último apenas relacionado para a final da competição – não estavam com os respectivos nomes publicados no BID da CBF em tempo hábil.
No dia 18 de junho, o procurador-geral do STJD, Alessandro Kioshi Kishino, fez a denúncia oficial ao Tribunal, que agendou o julgamento para depois da Copa do Mundo, dia 15 de julho, e que acabou adiado por conta de novas documentações apresentadas pelo clube do DF. O julgamento foi remarcado para a tarde desta segunda-feira, dia 28.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *