Esporte Clube Sauassú – Aracruz (ES): Existiu de 1954 a 1992

O Esporte Clube Sauassú (atual: Esporte Clube Aracruz) é uma agremiação do município de Aracruz (ES). Situado a 83 km da capital (Vitória), a localidade conta com uma população de 103.101 habitantes, segundo o Censo do IBGE/2020. A sua Sede fica na Rua Padre Luiz Parenzi, nº 369, no Centro de Aracruz.

O “Dragão Vermelho” foi Fundado no sábado, do dia 12 de Junho de 1954, com o nome Esporte Clube Sauassú, em homenagem ao antigo distrito que hoje é a sede do Município.

No começo a ideia foi criar um time amador para disputar a  prática de esportes da região. A 1ª Diretoria foi constituída com os seguintes membros: F. Souza Neto, Artêmio Modenesi, Aurício Modenesi, Pedro Tonon, Francisco Monteiro Bermudes, João Paulo de Barcelos e Otacílio Bermudes.

Em 1956, por doação do benemérito Eugênio Antônio Bitti, o Sauassú recebeu uma área de mais de 29 mil m² para a construção de sua praça esportiva, por anos chamada de Estádio do Bambu, em função do fato de que era toda cercada pela referida planta.

No final dos anos 80, o espaço recebeu alvenaria e jogos amadores, principalmente contra Mariano, rival na época. Pela primeira vez como clube profissional, o Sauassú se sagrou campeão do Campeonato Capixaba da 2ª Divisão, em 1990, organizado pela Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo.

Em 1993, já com o nome novo: Esporte Clube Aracruz, decidiu o título do Campeonato Capixaba da 1ª Divisão, contra o extinto Linhares Esporte Clube. Acabou ficando com o vice-campeonato.

 Após o único rebaixamento de sua história, em 1994, paralisou suas atividades nos anos de 1995 e 1996, retornando ao Campeonato Capixaba de 1997, mais uma vez se tornando inativo de 2001 a 2006. Retornou às disputas em 2007, quando participou, sem êxito, da 2ª Divisão do Campeonato Capixaba.
Em 2010, novo retorno, vindo a se sagrar campeão Capixaba da Segunda Divisão invicto, derrotando na final a equipe do Estrela do Norte, de Cachoeiro de Itapemirim (ES).

Em 2011, com boa campanha, quase chegou à vaga nas semifinais da 1ª divisão estadual, deixando o sonho de ser campeão estadual mais uma vez adiado.
Em 2012 veio o melhor momento da histórica do clube. O Aracruz foi 2° colocado na 1ª fase do Capixabão, chegando às semifinais contra o Vitória e às finais contra o Conilon, de Jaguaré.

Tendo em vista que o Estádio “Eugênio A. Bitti” não comportava a capacidade de público mínima de 5 mil pessoas, a diretoria teve que correr contra o tempo para que as reformas necessárias fossem cumpridas num prazo de uma semana, tempo concedido após a ciência que participaria da grande decisão do Campeonato.

Com problemas quanto à quantidade de operários nas obras de ampliação, insuficientes, tendo em vista que o prazo somente seria cumprido se o trabalho continuasse durante a madrugada, membros da torcida organizada Dragão Vermelho colocaram a “mão na massa” onde se construía a extensão das arquibancadas e passaram a trabalhar para que o sonho de realizar a grande final em casa fosse literalmente concretizado.

Com a obra concluída e o estádio autorizado pelos órgãos governamentais, o Aracruz derrotou o Conilon no dia 05 de maio de 2012 pelo placar de 4 a 1, sendo campeão do Campeonato Capixaba da 1ª Divisão pela primeira vez, com um público de 5 mil pagantes. Em razão dessa conquista, disputou o Campeonato Brasileiro da Série D de 2012, ficando em 3° lugar em seu grupo, mas não avançando de fase.

Em janeiro de 2013, disputou contra a Desportiva Ferroviária a Copa dos Campeões do Espírito Santo, sagrando-se novamente campeão pelo placar de 2 a 1. No mesmo ano, disputou a Copa do Brasil, vindo a ser eliminado, na 1ª fase, pelo Joinville (SC), após empatar em casa por 1 a 1 e a perder em Santa Catarina por 1 a 0.

Ainda em 2013, o Dragão foi mais bem classificado na 1ª fase do Campeonato Capixaba da 1ª Divisão, garantindo a vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D do mesmo ano, classificando para as semifinais contra o Real Noroeste, de Águia Branca (ES).

Após perder por 2 a 1 fora, ganhou a partida de volta por 4 a 2, passando novamente à grande final, contra a Desportiva. Desta vez, porém, após empatar por 1 a 1 o jogo de ida em Cariacica, o Aracruz perdeu, em casa, por 2 a 1, razão pela qual ficou com o vice-campeonato.

O resultado contra os grenás, porém, não retirou do Dragão o título de maior público acumulado, mais de 22 mil pagantes, e maior renda acumulada do Estado, mais de 220 mil reais. Outra vez na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D, o clube não logrou êxito, vindo a ser eliminado novamente na 1ª fase.

Em 2014, o Aracruz desiste de participar do Campeonato Capixaba e fica suspenso pelo período de um ano. No retorno a uma competição oficial, o Aracruz empata em 1 a 1 com o Rio Branco (ES), no Estádio do Bambu na estreia do Campeonato Capixaba da Série B de 2018.

O Dragão goleia o Vilavelhense por 3 a 0, em casa, e classifica-se para as semifinais com três rodadas de antecedência. Nas semifinais, o Aracruz é eliminado pelo Estrela do Norte e não consegue o acesso à Série A.

O Aracruz foi convidado a participar da Série A, de 2019 após desistência do Espírito Santo, porém recusa e também não participa da Série B de 2019, entrando novamente em inatividade.

FONTES: Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo – site do clube – Wikipédia – Manchete Esportiva

Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Carências, Curiosidades, Escudos, Espírito Santo, Fotos Históricas, História do Futebol em por .

Sobre Sérgio Mello

Sou jornalista, desde 2000, formado pela FACHA. Trabalhei na Rádio Record; Jornal O Fluminense (Niterói-RJ) e Jornal dos Sports (JS), no Rio de Janeiro-RJ. No JS cobri o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista do América, dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Também fui colunista no JS, tinha um Blog no JS. Sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. Também sou vetorizador, pesquisador e historiador do futebol brasileiro! E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *