Inédito!! Náutico Capibaribe Esporte Clube – Manaus (AM): Tetracampeão da Segundona Amazonense!

O Náutico Capibaribe Esporte Clube foi uma agremiação da cidade de Manaus (AM). Fundado na década de 50, a sua Sede social ficava no Bairro Beco do Macedo, na capital manauara.

O Náutico Beco do Macedo esteve presente em 26 edições do Campeonato da Segunda Divisão entre os anos 50 a 70. Para ser preciso, na época em que a Federação Amazonense de Desportos Atléticos (FADA), foi a organizadora, o Náutico participou de 13 edições: 1954 – 1955 – 1956 – 1957 – 1958 – 1959 – 1960 – 1961 – 1962 – 1963 – 1964 – 1965 e 1966.

Fundada na segunda-feira, do dia 26 de setembro de 1966, a Federação Amazonense de Futebol (FAF). A partir daí a nomenclatura foi alterada para “Campeonato da Divisão de Amadores“, porém, no restante tudo permaneceu igual. Nesse período, o Náutico esteve presente em 13 edições: 1967 – 1968 – 1969 – 1970 – 1971 – 1972 – 1973 – 1974 – 1975 – 1976 – 1977 – 1978 – 1979.

Foto da década de 70

Em 1956, participou do Campeonato Amazonense da 2ª Divisão, que contou com a presença de 13 clubes: Internacional Futebol Clube – Copacabana – Rio Branco Futebol ClubeSociedade Cultural Esportiva PenarolLiberdade Esporte Clube – Clímax – Náutico – Cachoeirinha Esporte Clube – Raiz – Atlético Clube Clipper – Manaus Harbour – Estrela do Norte – Atlético Guarany Clube.

Em janeiro de 56, aconteceu o Torneio Extra da 2ª Divisão, onde participaram os times do Aliados, Remo e Educandos Atlético Clube, juntamente com os demais citados acima. No entanto, não participaram nem do Torneio Início e muito menos da Segundona.

 Em 1957, participou do Campeonato Amazonense da 2ª Divisão, que contou com a presença de 12 clubes: Internacional Futebol Clube (Sede: Boulevard Amazonas, 303 – Manaus) – Copacabana – Roraima – Rio Branco Futebol Clube – São Geraldo – Liberdade Esporte Clube – Clímax – Náutico – Raiz – Atlético Clube Clipper – Estrela do Norte – Atlético Guarany Clube.

Em 1958, a Segundona Amazonense contou com a participação de 10 clubes: Clímax, Estrela do Norte, Expressinho Futebol Clube (Bairro Educandos – Vice-campeão da Segundona Amazonense de 1960), Atlético Guarany Clube, Liberdade, Náutico Capibaribe Esporte Clube (Beco do Macedo), Roraima, Sociedade Cultural Raiz Esporte Clube (Rua Nova, nº 30, bairro da Raiz, Fundado em 29 de Março de 1953), Rio Branco Futebol Clube (Grêmio do Gorgonha) e Esporte Clube São Geraldo.

Em 1961, a Segundona Amazonense contou com a participação de 09 clubes: Copacabana – São Geraldo – Oberon Futebol Clube (bairro da Glória)Liberdade Esporte ClubeEsporte Clube RiachueloRio Branco Futebol Clube – Expressinho – Náutico – Atlético Guarany Clube.

Em 1963, a Segundona Manauara contou com a presença de nove equipes: Náutico – Tricolor – Oberon – Rio Branco Futebol Clube – Liberdade – Raiz – Rom Merino – Expressinho – Atlético Guarany Clube.

Em 1964, o Clímax venceu a Chave B, enquanto o Náutico foi vencedor da Chave A. Assim as duas equipes decidiram, numa melhor de quatro pontos, o título do Campeonato da Segunda Divisão da FADA, no domingo, do dia 29 de novembro de 1964, no Campo do Parque Amazonense. O árbitro foi Carlos Amato, auxiliado por Jaime Nunes de Oliveira e Euclides Serra.

Sabe-se que nos dois primeiros jogos, tivemos uma vitória do Náutico e um empate. No 3º jogo, na manhã, às 8h30min., de domingo, do dia 13 de dezembro de 1964, no Campo do Parque Amazonense. O árbitro foi Mario Santos, auxiliado por Jaime Nunes de Oliveira e Dorval Medeiros. Inexplicavelmente, o Jornal do Commercio não noticiou quem foi o campeão!

Em 1965, a Segundona contou com a participação de 10 clubes: Botafogo Esporte Clube – Smot – Raiz – Libermorro – Rom Merino – Liberdade – Náutico – Olaria – Rio Branco Futebol Clube – Tricolor. 

No primeiro semestre de 1967, a Federação Amazonense de Desportos Atléticos (FADA), mudou o nome para Federação Amazonense de Futebol (FAF), a competição passou a se chamar “I Campeonato da Divisão de Amadores“, que contou com a participação de 10 equipes: Raiz Esporte Clube – MauésEsporte Clube – Associação Atlética Rodoviária do Amazonas – Juteira Lustosa Esporte Clube – Sociedade Cultural Esportiva Penarol – União – Smot Futebol Clube – Ferroviário Atlético Clube – Bariri – Clímax. O 1º Turno era eliminatório, avançando os seis primeiros colocados para a Fase Final.

No 2º semestre aconteceu outro “Campeonato da Divisão de Amadores“, com outra fórmula de disputa. Num total de 20 clubes, divididos em duas chaves de nove e oito equipes!

Na Chave A “Arnóbio Valente” (ex-presidente do Olímpico): Cachoeirinha Esporte Clube – União – Milan Esporte ClubeSociedade Esportiva XV de AgostoMaués Esporte Clube – Cometa – Bariri – Santa Cruz e Atlético Guarany Clube – Campinas.

Chave B “Antônio Edgar Lobão” (ex-presidente do Rio Negro): União Esportiva Palácio Rio Negro – Tricolor – Liberdade Esporte ClubeComercial Esporte ClubeGrêmio Colatinense Futebol Clube Cruzeiro Atlético ClubeClímaxCruzeiro Esporte ClubeRio Branco Futebol Clube – Princesa Isabel Esporte Clube.  

Em 1968, um ajuste na nomenclatura: “Campeonato da 1ª Divisão de Amadores“, que contou com os seguintes clubes (21 ao todo): Associação Atlética Rodoviária do Amazonas Juteira Lustosa Esporte Clube – Smot – Princesa Izabel – Auto Esporte Clube – Expressinho – Santo Antonio – Sociedade Cultural Esportiva Penarol – Maués – Náutico – Raiz – Atlético Guarany Clube – Ferroviário – Sociedade Esportiva XV de AgostoRio Branco Futebol Clube – Santa Cruz – Cachoeirinha Esporte ClubeGrêmio Colinense Futebol Clube – ASA – Comercial Esporte Clube União Esportiva Palácio Rio Negro.   

Em 1971, o Campeonato da 1ª Categoria de Amadores, contou com a participação de 11 equipes: Parque Amazonense – União Popular – Penarol – Náutico – Maués – Suframa – Cruzeiro Esporte Clube – Auto Esporte – ASA – São Francisco – Princesa Isabel.  

Em 1972, o Campeonato da 1ª Categoria de Amadores, contou com a participação de 26 clubes, divididos em dois grupos. Na Série A (12 equipes): Náutico (campeão da chave) – Cruzeiro Esporte Clube – Guarani – São Francisco – ASA – Suframa – Sociedade Esportiva XV de Agosto – Maués – Penarol – Princesa Isabel – Smot Futebol Clube – Auto Esporte.  

Na Série B (14 times): Grêmio Matinha (campeão da chave) – Clipper – Imotrigo – Libermorro – Ferroviário – Grêmio Colinense – Rio Branco Futebol Clube – Comercial – Milan Esporte Clube – Independência – Palácio Rio Negro – Albatroz – Cheik Futebol Clube – Cachoeirinha.

Em 1972, na decisão, na melhor de três jogos (já em 1973),  diante do Grêmio Matinha, o Náutico venceu o 1º jogo por 2 a 0. No segundo encontro, na tarde de sábado (16 horas), do dia 31 de Março de 1973, o Náutico empatou em 1 a 1, no Estádio General Osório do colégio Militar, alcançando o Tetracampeonato (1969, 1970, 1971 e 1972).

Após sair atrás no marcador, o Náutico chegou ao empate por intermédio do meia Válber, que entrou na vaga de Paulinho, na etapa final. O Náutico formou assim: Vasquinho; Perobinha, Maurílio, Zé Pretinho e Mário Jorge; Arlindo, Paulinho (Válber) e Valmir; Valdison, Afonso e Marcelo. Técnico: João Zaranga.  

Em 1973, o Campeonato da 1ª Categoria de Amadores, contou com a participação de 21 clubes: NáuticoPrincesa Izabel Esporte ClubeMilan Esporte ClubeFerroviário Atlético ClubeAssociação Atlética ImotrigoAtlético Guarany ClubeSociedade Esportiva XV de AgostoASA (Associação dos Sargentos Amazonenses) – Botafogo Esporte ClubeAuto Esporte ClubeSociedade Cultural Esportiva PenarolGrêmio Esportivo São FranciscoCruzeiro Esporte ClubeAtlético Clipper ClubeComercial Esporte Clube – Independência – Cheik Futebol ClubeGrêmio Recreativo MatinhaUnião Esportiva Palácio Rio NegroLibermorro Futebol ClubeRio Branco Futebol Clube Associação Recreativa e Cultural da Suframa.

Em 1974, o Campeonato da 1ª Categoria de Amadores, contou com a participação de 24 equipes, distribuídos em dois grupos de 12 clubes cada:

Chave A: NáuticoPrincesa Izabel Esporte Clube Sociedade Cultural Esportiva Penarol Atlético Guarany Clube (Sede: Av. Costa e Silva n.º 237, em Manaus)Associação Atlética Imotrigo  – Sociedade Esportiva XV de Agosto Smot Futebol Clube Cruzeiro Esporte Clube Maués Esporte Clube Botafogo Esporte ClubeGrêmio Esportivo São FranciscoASA (Associação dos Sargentos Amazonenses).

Chave B: Grêmio Recreativo MatinhaLibermorro Futebol ClubeMilan Esporte Clube Esporte Clube Tarumã Grêmio Católico Juventus Esporte ClubeUnião Esportiva PortuguesaCheik Futebol ClubeEsporte Clube AlbatrozFerroviário Atlético ClubeGrêmio Colinense Futebol ClubeUnião Esportiva Palácio Rio NegroComercial Esporte Clube.

Em 1977, a competição contou com a incrível participação de 27 equipes: Esporte Clube Tarumã União Esportiva Portuguesa Cheik Futebol Clube Grêmio Colinense Futebol Clube – Sulanapo Esporte Clube – NáuticoSantos Futebol ClubeSociedade Cultural Esportiva Penarol União Esportiva Palácio Rio NegroUnião Esportiva Popular Grêmio Esportivo São Francisco Milan Esporte ClubeSantos Esporte Clube Maués Esporte Clube – Corintinas – Atlético Guarany Clube – XV de Novembro – Esporte Clube Albatroz Cruzeiro Esporte Clube – Manchester – Princesa Izabel Esporte Clube Sociedade Esportiva XV de Agosto Grêmio Católico Juventus Esporte Clube Comercial Esporte ClubeLibermorro Futebol Clube – Atlântico Esporte Clube – Associação Atlética Liberdade.

Títulos

Campeão do Campeonato da Segunda Categoria de 1969, vencendo na melhor de três o Smot Futebol Clube. Faturou o Torneio Início do Futebol Amador da Segunda Categoria de 1970, ao vencer na final, o Maués, nos pênaltis, e recebendo a Taça Dr. Flaviano Limongi.

Depois se sagrou campeão do Campeonato da Primeira Categoria de 1970, faturando a Taça Luís Antônio Travassos de Souza. No 1º jogo, na quarta-feira, do dia 22 de Abril de 1970, o Náutico goleou o SMOT pelo placar de 5 a 1, no Estádio Gilberto Mestrinho. A partida foi interrompida aos 35 minutos da etapa final porque o SMOT estava com um número insuficiente de atletas em campo. No 2º jogo, no sábado, do dia 25 de Abril de 1970, o Náutico voltou a vencer o SMOT, no Estádio Parque Amazonense, ficando com o título.

Chegou ao Tricampeonato da 1ª Categoria, organizado pela FAF (Federação Amazonense de Futebol) em 1971. E, em 1972, ao Tetracampeonato. Nas quatro conquistas (1969, 1970, 1971 e 1972), o treinador foi o mesmo: João Zaranga.

Em 1975, Náutico decidiu o título do Campeonato da Divisão de Amadores, diante do Maués, no Estádio Vivaldão. Infelizmente o jornal não mencionou depois quem foi o campeão!

FONTE: Jornal do Commercio (AM)

FOTO: Acervo de Sydney Sici Pirangy

Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Amazonas, Carências, Curiosidades, Escudos, Fotos Históricas em por .

Sobre Sérgio Mello

Sou jornalista, desde 2000, formado pela FACHA. Trabalhei na Rádio Record; Jornal O Fluminense (Niterói-RJ) e Jornal dos Sports (JS), no Rio de Janeiro-RJ. No JS cobri o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista do América, dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Também fui colunista no JS, tinha um Blog no JS. Sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. Também sou vetorizador, pesquisador e historiador do futebol brasileiro! E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *