Associação Atlética Novo Alcântara – São Gonçalo (RJ): Campeão Gonçalense de 1967

A Associação Atlética Novo Alcântara foi uma agremiação efêmera da cidade São Gonçalo (RJ). A sua Sede ficava localizada no Bairro de Alcântara, em São Gonçalo. Fundado em 1965, o clube disputou a Liga Gonçalense de Desportos (LGD), em três oportunidades: 1965 (3º colocado), 1966 e 1967 (Campeão).

O Campeonato Gonçalense de 1967, contou com a participação de nove clubes:

Associação Atlético Novo Alcântara;

Canarinhos Futebol Clube;

Colubandê Esporte Clube;

Cordeiros Futebol Clube;

Esporte Clube Trindade;

Fortaleza Futebol Clube;

Pachecos Futebol Clube;

Santos Atlético Clube;

Unidos do Paraíso Atlético Clube.

Dos 16 jogos realizados na campanha vitoriosa do Novo Alcântara, nove deles foram encontrados (Foram 16 pontos, com sete vitórias e dois empates; com 13 gols a favor e seis contra, com um saldo positivo de sete):

Domingo (13/08/67): Novo Alcântara 2 x 1 Codeiros – Estádio Santa Isabel

Domingo (03/09/67): Novo Alcântara 2 x 1 Trindade – Estádio Santa Isabel

Domingo (17/09/67): Novo Alcântara 0 x 0 Colubandê – Estádio Santa Isabel

Domingo (24/09/67): Novo Alcântara 2 x 1 Pachecos – Estádio Santa Isabel

No final do Primeiro Turno, o Novo Alcântara liderava com 2 pontos perdidos; seguido pelo Trindade com 4 pontos perdidos; e o Santos com 5 pontos perdidos.

Returno

Domingo (05/11/67): Cordeiros 0 x 1 Novo Alcântara – Estádio Santa Isabel

Domingo (19/11/67): Trindade 1 x 2 Novo Alcântara – Rua Leopoldina (campo do Mauá)

Domingo (21-01-68): Novo Alcântara 1 x 0 Santos – Rua Leopoldina (campo do Mauá)

Domingo (07/01/67): Fortaleza 2 x 2 Novo Alcântara – Rua Leopoldina (campo do Mauá)

Domingo (14/01/67): Novo Alcântara 1 x 0 Canarinhos – Estádio Santa Isabel

O Novo Alcântara conquistou o inédito título com algumas rodadas de antecipação. Tudo parecia perfeito, mas a diretoria do clube não gostou da premiação concedida pela Liga Gonçalense de Desportos (LGD).

O clube ainda realizou um amistoso, no domingo, do dia 02 de junho de 1968, quando foi derrotado pelo CROL, por 2 a 0, em Várzea das Moças, com dois gols do Pelé (obviamente o genérico). A partir daí, não encontramos mais informações da Associação Atlética Novo Alcântara. Um desaparecimento misterioso e que esperamos encontrar mais pistas num futuro bem próximo.   

FONTES: O Fluminense – Tribuna da Imprensa – Jornal dos Sports

Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Carências, Curiosidades, Escudos, História do Futebol, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (antigo Estado do RJ) em por .

Sobre Sérgio Mello

Sou jornalista, desde 2000, formado pela FACHA. Trabalhei na Rádio Record; Jornal O Fluminense (Niterói-RJ) e Jornal dos Sports (JS), no Rio de Janeiro-RJ. No JS cobri o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista do América, dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Também fui colunista no JS, tinha um Blog no JS. Sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. Também sou vetorizador, pesquisador e historiador do futebol brasileiro! E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *