Campeonato Carioca de Futebol Feminino – todos os clubes campeões e vices desde 1983

Listo, abaixo, apenas os campeonatos oficiais, isto é, organizados ou chancelados pela FFERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro)

 Ano Campeão Vice
 1983   Radar                   Bangu
 1984   Radar                   São José de Magalhães Bastos
 1985   Radar                   São José de Magalhães Bastos
 1986   Radar                   Portuguesa
 1987   Radar                   Portuguesa
 1988   Radar                   Vasco da Gama (*)
 1989-1995 não realizado (**)
 1996   Vasco da Gama           Campo Grande
 1997   Vasco da Gama           Flamengo
 1998   Vasco da Gama           Grêmio de São Gonçalo
 1999   Vasco da Gama           Flamengo
 2000   Vasco da Gama           Flamengo
 2001   Barra de Teresópolis    Vasco da Gama
 2002-2004 não realizado (***)
 2005   CEPE-Caxias             Olaria (****) (*****)
 2006   CEPE-Caxias             America (****)
 2007   CEPE-Caxias             America (****)
 2008   Campo Grande            Volta Redonda
 2009   Volta Redonda           CEPE-Caxias
 2010   Vasco da Gama           Duque de Caxias
 2011   Duque de Caxias         Vasco da Gama
 2012   Vasco da Gama           Duque de Caxias
 2013   Vasco da Gama           Duque de Caxias
 2014   Botafogo                Duque de Caxias
 2015   Flamengo                Barcelona
 2016   Flamengo                Vasco da Gama
 2017   Flamengo                Duque de Caxias
 2018   Flamengo                Duque de Caxias
 2019   Flamengo                Fluminense

(*) O campeonato de 1988 foi o último da antiga divisão feminina da FFERJ. Após a conquista do hexacampeonato o presidente do Radar, Eurico Lyra, anunciou que seu time se afastaria das disputas, para possibilitar o desenvolvimento dos outros times. Uma autêntica seleção, o Radar não dava chances às adversárias, e a competição havia perdido completamente o interesse por falta de competitividade das demais equipes. Contudo, a saída do Radar provocou uma debandada na categoria, e a FFERJ parou de organizar campeonatos por longos oito anos.

(**) A wikipédia e alguns sites da internet colocam o Vasco da Gama como campeão de 1995. Isso é um erro. Não houve campeonato em 1995, e qualquer pesquisa nos jornais da época mostra que o clube foi consagrado “apenas” pentacampeão em 2000, e não hexa.

(***) Em 2002 o campeonato deixou de ser organizado como parte do movimento nacional que quase promoveu a extinção de todos os estaduais.

(****) EM 2005 a competição foi organizada inteiramente pela Liga Niteroiense de Desportos, com aval da FFERJ. Em 2006 e 2007 o campeonato foi realizado pela FFERJ com a coordenação da Liga Niteroiense. A partir de 2008 o campeonato passou a ser inteiramente organizado pela FFERJ.

(*****) Algumas fontes dizem que o vice de 2005 é o Arturzinho, mas na verdade foi o Olaria. Explicando: o time de futebol feminino do Guadalupe passou para o Arturzinho, que disputou o Intermunicipal, mas pouco antes do Campeonato Estadual de 2005 todo o time passou para o Olaria (e, depois do Estadual de 2005, passou para o America FC).

MAIORES CAMPEÕES:

1) Vasco da Gama – 8 títulos (1996/97/98/99/2000, 2010, 2012/13) e 4 vices (1988, 2001, 2011, 2016)

2) Radar – 6 títulos (1983/84/85/86/87/88)

3) Flamengo – 5 títulos (2015/16/17/18/19) e 3 vices (1997, 1999/2000)

4) CEPE-Caxias – 3 títulos (2005/06/07) e 1 vice (2009)

5) Duque de Caxias – 1 título (2011) e 5 vices (2010, 2012/13/14, 2017)

6) Campo Grande (campeão em 2008 e vice em 1996) e Volta Redonda (campeão em 2009 e vice em 2008)

9) Barra FC (campeão em 2001) e Botafogo (campeão em 2014)

2 vices: America (2006/07), Portuguesa (1986/87) e São José (1984/85)

1 vice: Olaria em 2005, Bangu em 1983, Grêmio de São Gonçalo em 1998 e Barcelona em 2015

OBSERVAÇÃO: Em dezembro de 2018 a FFERJ reconheceu um pleito do Duque de Caxias FC e declarou que este clube passa a herdar todos os resultados do CEPE Caxias. Assim, oficialmente, o Duque de Caxias tem 4 títulos e 6 vices. A título de informação, deixei ambos separados.

O motivo para a “unificação dos títulos”? Em 2010 o CEPE Caxias e o Duque de Caxias fizeram uma parceria. O time passou a se chamar Duque de Caxias/CEPE, com a camisa do Duque de Caxias (dono da “identidade principal” do time) e um símbolo do CEPE Caxias (dono do Departamento de futebol feminino) do lado direito da camisa. Em 2011 a parceria foi extinta, com o departamento de futebol feminino do CEPE sendo inteiramente transferido para o Duque de Caxias. Desde então, o CEPE Caxias não tem mais time.

Comento que acho essa decisão, sem precedentes no futebol, equivocada e traz várias complicações. Algumas questões a partir dela:

1) Se o CEPE Caxias monta um novo departamento de futebol feminino e volta a disputar o campeonato, ele passa a ser considerado um clube sem títulos? Sob qual justificativa o passado do clube será apagado?

2) O Flamengo, atualmente, é na verdade o Flamengo/Marinha. O time de futebol feminino é da Marinha, o Flamengo entra na parceria com a camisa rubro-negra (com um símbolo da Marinha) e a “identidade principal” do time. Essa parceria começou em 2015, em 2014 a parceria da Marinha era com o Botafogo, e em 2012 e 2013 com o Vasco. Ou seja, o time de futebol feminino organizado pela Marinha vem sendo campeão carioca de forma ininterrupta desde 2012, através de várias parcerias: 2012/13 Como Vasco/Marinha, 2014 como Botafogo/Marinha e 2015/16/17/18/19 como Flamengo/Marinha. Baseado no precedente aberto pelo caso Caxias, se a Marinha acabar com o futebol feminino e o Flamengo assumir o time, como o Duque de Caxias fez com o CEPE, os títulos de Vasco e Bota passam ao Flamengo? Ou se a Marinha acabar com a parceria e passar a organizar um time independente, Vasco,  Bota e Fla teriam seus títulos transferidos para esse novo time? Fica a reflexão.

Compartilhe...

2 pensou em “Campeonato Carioca de Futebol Feminino – todos os clubes campeões e vices desde 1983

  1. Auriel de Almeida Autor do post

    Bom dia, Giselle! Muito obrigado pela correção.
    Já editei o post.

    Um abraço,

  2. Giselle Dutra

    Olá, Boa tarde.
    Final do Carioca Feminino 1998
    Vasco da Gama x Gremio de SG
    O Vasco foi campeão ao vencer o Grêmio por 4×1 em São Januário.
    O Grêmio ficou com o vice e a vaga para o Campeonato Brasileiro daquele ano. Pois eram apenas 2 vagas (Campeão e vice)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *