Foto Rara, de 1974: Saad Esporte Clube – São Caetano do Sul (SP)

O Saad Esporte Clube foi uma agremiação da cidade de São Caetano do Sul (SP). Posteriormente o clube mudou-se para Campo Grande (MS) e atualmente também está sediado em Água de Lindoia, onde disputa campeonatos de futebol feminino. Fundado pelo empresário Felício José Saad em 28 de Abril de 1961, suas cores são azul e branco.

Há várias décadas, o município de São Caetano do Sul manifestava grande pujança através das grandes empresas que lá se estabeleceram. Prevaleciam por lá os clubes sociais e varzeanos. Em uma viagem que fez à cidade de Campinas, o senhor Felício voltou impressionado com o interesse e a paixão clubística dos torcedores campineiros pela Associação Atlética Ponte Preta e pelo Guarani Futebol Clube. Ele achou que faltava à população do grande ABC a alegria de poder se mobilizar em torno de um time profissional de futebol.

Havia em São Caetano do Sul uma equipe que participara por quatro anos seguidos da Primeira Divisão do Campeonato Paulista de Futebol, era a Associação Atlética São Bento, oriunda da fusão do São Caetano Esporte Clube com o Comercial Futebol Clube de São Paulo. Todos encerraram suas atividades, embora o São Caetano EC tenha se tornado um clube social de grande êxito. Assim, ao ser visitado pelo então Prefeito de São Caetano do Sul, Walter Braido, o senhor Felício fez a promessa de implantar em São Caetano do Sul uma equipe profissional de Futebol, promessa que cumpriu com grande êxito.

A partir de 1966, o Saad Esporte Clube inicia sua jornada profissional, chegando rapidamente à Primeira Divisão do futebol paulista, em 1974. Em 1985, o time abriu as portas para o futebol feminino quando sofreu o preconceito do futebol para mulheres. Em 1989, o Saad Esporte Clube fechou as portas para o futebol profissional masculino. No mesmo ano foi fundado a Associação Desportiva São Caetano.

A partir do final dos anos 1990, o Saad Esporte Clube desenvolveu um projeto bastante audacioso, implantando uma equipe brasileira de futebol na liga profissional feminina dos Estados Unidos, a WUSA. A viabilidade dessa ousadia só foi possível através de um convênio com a National American University (NAU), que cedeu suas instalações para os treinamentos e hospedagem da equipe na bela cidade de Rapid City. Lá, o Saad manteve equipes femininas em três modalidades distintas de competição: futebol de campo, futebol indoor e futebol de campo “Co-ed”, que reúne homens e mulheres lado a lado no mesmo time.

O futebol feminino do Saad está aberto até hoje, sediado em Mato Grosso do Sul, sob o nome de MS/Saad, sendo campeão da Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2007. O time de futebol profissional masculino disputou em 2009 a segunda divisão do Campeonato Sul-Mato-Grossense,[1] e em 2010 foi promovido para a primeira divisão do estadual de Mato Grosso do Sul.

Títulos

FONTE: Wikipédia – site do clube – Terceiro Tempo  Milton Neves
Este post foi publicado em 01. Sérgio Mello, Curiosidades, Escudos, Fotos Históricas, História do Futebol, São Paulo em por .

Sobre Sérgio Mello

Sou jornalista, desde 2000, formado pela FACHA. Trabalhei na Rádio Record; Jornal O Fluminense (Niterói-RJ) e Jornal dos Sports (JS), no Rio de Janeiro-RJ. No JS cobri o esporte amador, passando pelo futebol de base, Campeonatos da Terceira e Segunda Divisões, chegando a ser o setorista do América, dos quatro grandes do Rio, Seleção Brasileira. Cobri os Jogos Pan-Americanos do Rio 2007, Eliminatórias, entre outros. Também fui colunista no JS, tinha um Blog no JS. Sou Benemérito do Bonsucesso Futebol Clube. Também sou vetorizador, pesquisador e historiador do futebol brasileiro! E-mail para contato: sergiomellojornalismo@msn.com Facebook: https://www.facebook.com/SergioMello.RJ

2 pensou em “Foto Rara, de 1974: Saad Esporte Clube – São Caetano do Sul (SP)

  1. Roberto Vicentin

    Queria saber meu irmão jogou na Saad na época
    Dos a os 80 Márcio Luís Vicentin zagueiro queria ver uma foto dele no time

  2. Antonio Mario Ielo

    Sergio e amigos,

    O Saad Esporte Clube do empresário Felício José Saad, e com ajuda politica, entrou direto como “convidado” na 2ª Divisão Paulista em 1967, sem disputar a 3ª Divisão. Posteriormente também entrou como “convidado” na 1ª Divisão, participando do Torneio Classificatório do campeonato da 1ª Divisão Paulista em 1974, apelidado de “Paulistinha”,classificando em 3º lugar, para a disputa da Divisão Especial, junto com os grandes pré-classificados, e ficou com a ultima colocação (14º lugar). Embora tenha sido o ultimo colocado, por “apadrinhamento” da FPF, “não caiu”.
    Em 1975, participa da Divisão Especial, pois não ocorreu o Torneio Classificatório/”Paulistinha”, o Saad EC, conquistou seu “apogeu”, ficando em 8º lugar no campeonato paulista. A partir deste ano, parou suas atividades no futebol profissional. Nunca teve uma torcida representativa, nem de São Caetano do Sul, muito menos do ABC paulista, que era suas pretensões representar.

    O Saad EC, entrou para o futebol feminino, através de um “acordo”, emprestando seu CNPJ e nome/marca, para o prof. Romeu, que já desenvolvia seu trabalho no futebol feminino no Guarani FC de Campinas, e junto com outras atletas, montaram sua sede em Águas de Lindoia, com apoio e verbas da prefeitura local. Sem a preocupação de representar Águas de Lindoia, variava sua sede conforme as verbas municipais, como da prefeitura de Itapira, cidade vizinha. Assim como já havia fornecido jogadoras e comissão técnica ao São Paulo FC da capital, para disputar o campeonato Paulistano em 1997, a 1ª Paulistana, com clubes e universidades da cidade de São Paulo, mais o Santos FC.
    Em 2005, o Saad EC com seu “mando-de-jogo” em Águas de Lindoia, participa com seu nome no campeonato Paulista, ficando com o 2º lugar, sendo que neste ano, o campeão foi o Extra/Araraquara, e “nós” ficamos em 3º lugar, o Botucatu FC, e o São Paulo FC do Morumbi/capital ficou em 4º lugar.
    Em 2006, “nós” do Botucatu FC, fomos o campeão paulista, e o Saad EC o vice-campeão, com sede em Águas de Lindoia.
    Em 2007, foi realizado a 1ª Copa Brasil de Futebol Feminino, e “nós” como 3º colocado paulista, fomos classificados para disputar a Copa Brasil, e o Saad EC, que havia ficado na 8ª colocação, com “mando-de-jogo” em Itapira, não obteve classificação para a Copa Brasil, pois só foram classificados os 3 primeiros do campeonato Paulista de 2007: Santos FC (campeão de 2007), A. Jaguariunense de Atletas – AJA (vice-campeão) e “nós” do Botucatu FC (3º colocado). O Saad EC então, “negociou” suas atletas e comissão técnica com a Federação Sul-Matogrossense, e juntos, fundaram o Mato Grosso do Sul Futebol Clube, desprezando as jogadoras e clubes locais, como o EC Comercial e o Grêmio da Policial Militar. Foi o Mato Grosso do Sul Futebol Clube que disputou a Copa Brasil na vaga destinada ao campeão do estado do Mato Grosso do Sul, por indicação e “apadrinhamento” da Federação.
    Por ironia do destino, a final da 1ª Copa Brasil de Futebol Feminino de 2007 em Brasilia, empatamos “nós”, em 1 a 1 no tempo normal, Botucatu FC e Mato Grosso do Sul FC, após eliminarmos 30 clubes de todo o Brasil, sendo o Santos FC, o primeiro a ser eliminado na famosa “Vila Belmiro” por “nós”. Após novo empate na prorrogação, após duas bolas na trave a “nosso favor”, embaixo de chuva fina, e na ultima cobrança da “disputa de penaltis”, nossa melhor jogadora, a “Grassi”, acertou a trave esquerda e a bola “espirrou” para fora. O campeão foi o Mato Grosso do Sul FC, tricolor, verde, branco e azul, e “nós”, também tricolor, “verde-jade”, branco e azul, ficamos com o vice-campeonato. Eu, como dirigente/torcedor estava no antigo “Estádio Mané Garricha”, neste jogo emocionante, com transmissão ao “vivo” para todo o Brasil, por TV a Cabo e pela Rede Globo para a metade do Interior de São Paulo, através da “TV Tem” do “presidiário/delator” J. Havilla da Traficc e dono do Desportivo Brasil de Porto Feliz / SP.
    Em 2008, mesmo termos, o Botucatu FC, conquistado o 2º titulo de campeão paulista e o vice-campeonato da Copa Brasil de 2007, não nos deixaram participar da 2ª Copa Brasil, por uma formula “mandrake”, classificaram o Saad EC (vice), o SC Corinthians Pta (3º lugar) e o Santos FC (4º lugar). O Santos FC foi o campeão, o Saad EC ficou com o 6º lugar e o SC Corinthians Pta em 16º lugar .
    Em 2009, fomos campeões paulista novamente, e o Saad EC, agora com sede em Avaré, ficou em 11º lugar, e desta vez, não teve “ajudinha mandrake” e ficou fora da Copa Brasil. E “nós”, conquistamos novamente o honroso vice-campeonato da Copa Brasil, pela 2ª vez, ficando na frente de 30 clubes campeões de seu estado. O Santos FC foi o campeão, com reforço de contratos de “empréstimo” da famosas Marta e da Cristiane, somente para as finais, pois pertenciam a clube norte-americano.
    Nos ano seguinte, o Saad EC, se transfere para o estado do Mato Grosso do Sul, e participa do campeonato da 2a Divisão de futebol profissional masculino, a qual está até hoje.

    Saad Esporte Clube, nunca teve equipes de base para formação de atletas, seja masculino ou feminino, sempre foi “apenas um negocio”, mudando de cidade/sede conforme apoio do prefeito local, utilizando de verba publica, com apadrinhamentos de “sócios/dirigentes” das federações paulista e sul-mato-grossense.

    Bom, e “nós”, do Botucatu FC, fomos “substituidos”, por novo clube, a AD Botucatuense, que “acabou” com o projeto das equipes de base de futebol feminino da cidade, que era realizado nas escolas municipais pelo Botucatu FC, sobre a coordenação do fundador/presidente e técnico Edson Castro (in memorian), com jogadoras alunas bolsistas de Educação Física na aplicação do fundamentos do esporte a alunas municipais. Sem o trabalho de base e apoio da prefeitura, após 5 anos em 2014, a AD Botucatuense, após sucessivas baixas, e gradativa decadência, também deixou de disputar o campeonato paulista de futebol feminino.

    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *