Arquivo da categoria: Rio de Janeiro (antigo Estado do RJ)

Torneio Início Carioca – 1ª Divisão de Amadores – 1942

Data: 21 de março de 1942
Local: Rio de Janeiro - RJ

1º jogo  - Madureira 1x0 Andarahy
2º jogo  - Canto do Rio 1x0 Barroso
3º jogo  - Bangu 1x0 Carioca
4º jogo  - Bonsucesso 0x0 Confiança (1x0 esc)
5º jogo  - Ideal 0x0 São Cristóvão (1x0 esc)
6º jogo  - Fluminense 1x0 Iguaçu
7º jogo  - Mavilis 2x0 Flamengo
8º jogo  - Vasco da Gama 1x0 Olaria
9º jogo  - River 2x0 Botafogo
10º jogo - América 2x0 Ruy Barbosa
11º jogo - Madureira 0x0 Canto do Rio (3x1 esc)
12º jogo - Bangu 0x0 Bonsucesso (1x0 esc)

Data: 25 de março de 1942
Local: Rio de Janeiro - RJ

13º jogo - Fluminense 0x0 Ideal (2x0 esc)
14º jogo - Mavilis 1x0 Madureira
15º jogo - Vasco da Gama 1x0 Bangu
16º jogo - América 1x0 River
17º jogo - Fluminense 0x0 Mavilis (2x0 esc)
18° jogo - América 0x0 Vasco da Gama (2x1 esc)
Final    - América 1x1 Fluminense (2x0 esc)

Campeão - América Football Club (Rio de Janeiro)

Fonte: Arquivos do Autor

Torneio Início de Niterói (RJ) – 1953

Data: 17 de maio de 1953
Local: Niterói - RJ

1º jogo - Fluminense 0x0 Manufatura (3x1 esc)
2º jogo - Cruzeiro 3x2 Niteroiense
3º jogo - Fluminense 1x0 Fonseca
Final   - Cruzeiro 2x1 Fluminense

Campeão - Cruzeiro Futebol Clube (Niterói)

Fonte: Jornal dos Sports / RJ

Torneio Início de Niterói (RJ) – 1933

Data: 09 de abril de 1933
Local Campo do Byron, em Niterói - RJ

1º jogo - Ypiranga 1x0 Canto do Rio
2º jogo - Fluminense W0x0 São Bento
3º jogo - Byron 1x0 Nictheroyense
4º jogo - Barreto 2x2 Fonseca (1x0 esc)
5º jogo - Fluminense 1x0 Ypiranga
6º jogo - Barreto 1x0 Byron
Final   - Fluminense 2x0 Barreto

#Campeão - Fluminense Atlético Clube (Niterói)

Fonte: A Noite - RJ

Torneio Início de Niterói (RJ) – Liga Sportiva Fluminense – 1925

Data: 05 de abril de 1925
Local Campo do Byron, em Niterói - RJ

1º jogo - Barreto 1x0 Neves
2º jogo - Fonseca 0x0 Oriente (1x0 esc)
3º jogo - Byron 1x0 América
4º jogo - Ararigboya 1x0 Uruguay
5º jogo - 7 de Setembro 0x0 Nictheroyense (1x0 esc)
6º jogo - Barreto 3x0 Fonseca
7º jogo - Byron 1x0 Ararigboya
8º jogo - Barreto 1x0 7 de Setembro
Final   - Barreto 1x0 Byron

#Campeão - Barreto Futebol Clube (Niterói)

Fonte: A Noite - RJ

Campeonato de Niterói (RJ) – 2ª Categoria – 1944

Zona Norte

- Atlântico Futebol Clube
- Cantareira Atlético Clube
- Espírito Santo Futebol Clube
- Esporte Clube Vila
- Esporte Clube Z-2
- Oliveiras Atlético Clube
- Paulistano Futebol Clube
- São Januário Atlético Clube

Zona Sul

- Cruzeiro Futebol Clube
- Esporte Clube Tiradentes
- Esporte Clube Unidos
- Icarahy Futebol Clube
- Jovial Futebol Clube
- São Francisco Futebol Clube 

Zona Centro

- Esporte Clube Azul e Branco
- Esporte Clube Guanabara
- Sepetiba Futebol Clube
- Soarinho Futebol Clube
- Uruguai Futebol Clube
- Vianense Futebol Clube

Fonte: Jornal dos Sports (RJ)

Festival Esportivo do jornal “O Imparcial” – RJ – 1917

Data: 08 de abril de 1917
Local: Estrada da Gávea, no Rio de Janeiro - RJ

1º jogo - Liga Municipal de Football 0x0 Liga Sportiva Fluminense (3x0 esc)
2º jogo - Liga Suburbana de Football 1x0 Liga Santacruzense de Football
3º jogo - Associação Nictheroyense de Football 1x0 Associação Atlética Suburbana
4º jogo - Liga Municipal de Football 1x0 Liga Militar de Football
5º jogo - Liga Suburbana de Football 1x0 Associação Nictheroyense de Football
Final   - Liga Suburbana de Football 1x1 Liga Municipal de Football (1x0 esc)

#Campeã - Liga Suburbana de Football (Rio de Janeiro)

Fonte: O Imparcial (RJ)

Campeões do Campeonato Campista de Futebol (RJ): 1914 a 2018

AnoCampeãoViceCategoria
1914GoytacazCamposAmador
1915AmericanoAmador
1916Não houveAmador
1917Rio BrancoAmador
1918CamposAmador
1919AmericanoCamposAmador
1920GoytacazAmador
1921AmericanoAmador
1922AmericanoAmador
1923AmericanoAmador
1924CamposAmador
1925AmericanoAmador
1926GoytacazAmador
1927Competição anuladaAmador
1928Rio BrancoAmador
1929Rio BrancoAmador
1930AmericanoAmador
1931Rio BrancoAmador
1932Campos e Goytacaz[1]Amador
1933GoytacazRio BrancoAmador
1934AmericanoAmador
1935AmericanoAmador
1936SC AliançaAmador
1937SC AliançaAmador
1938SC AliançaAmador
1939AmericanoAmador
1940GoytacazAmador
1941GoytacazAmador
1942GoytacazAmador
1943GoytacazAmador
1944AmericanoIndustrialAmador
1945GoytacazAmericanoAmador
1946Americano Rio Branco Amador
1947Americano Rio Branco Amador
1948GoytacazAmador
1949Rio BrancoAmador
1950AmericanoAmador
1951GoytacazCamposAmador
1952EC São JoséRio BrancoProfissional
1953GoytacazRio BrancoProfissional
1954AmericanoCamposProfissional
1955GoytacazAmericanoProfissional
1956CamposGoytacazProfissional
1957GoytacazCamposProfissional
1958Rio BrancoParaísoProfissional
1959GoytacazProfissional
1960GoytacazProfissional
1961Rio BrancoGoytacazProfissional
1962Rio BrancoMunicipalProfissional
1963GoytacazProfissional
1964AmericanoMunicipalProfissional
1965AmericanoRio BrancoProfissional
1966GoytacazAmericanoProfissional
1967AmericanoProfissional
1968AmericanoRio BrancoProfissional
1969AmericanoCambaíbaProfissional
1970AmericanoProfissional
1971AmericanoProfissional
1972AmericanoRio BrancoProfissional
1973AmericanoSapucaiaProfissional
1974AmericanoGoytacazProfissional
1975AmericanoGoytacazProfissional
1976CamposParaísoProfissional
1977Americano e Goytacaz[2]Profissional
1978?Amador
1979?Amador
1980?Amador
1981?Amador
1982?Amador
1983?Amador
1984?Amador
1985?Amador
1986CambaíbaEC São JoséAmador
1987?Amador
1988?Amador
1989CambaíbaEC Rui BarbosaAmador
1990?Amador
1991?Amador
1992?Amador
1993EC São José (Colégio)Amador
1994União de Santa CruzEC São José (Colégio)Amador
1995EC São José (Colégio)JuventudeAmador
1996EC São José (Colégio)JuventudeAmador
1997União de UruraíParaísoAmador
1998União de Santa CruzJuventudeAmador
1999União de Santa CruzSão SebastiãoAmador
2000União de Santa CruzSão SebastiãoAmador
2001São SebastiãoUnião de Santa CruzAmador
2002São CristóvãoMunicipalAmador
2003Nova BrasíliaMunicipalAmador
2004EC CruzeiroMunicipalAmador
2005EC GuarujáEC São José (Goytacazes)Amador
2006EC CruzeiroEC HelênicoAmador
2007Estrela FCEC GuarujáAmador
2008Estrela FCBarcelona FCAmador
2009São SebastiãoBarro Branco FCAmador
2010Barcelona FCSão SebastiãoAmador
2011Cruzeiro FCGremio ECAmador
2012Estrela FCNovo Horizonte FCAmador
2013Barcelona FCAA Ponte PretaAmador
2014Donana FCEC São José (Goytacazes)Amador
2015América FCSão SebastiãoAmador
2016Grêmio ECAmérica FCAmador
2017Estrela FC (Ponta da Cruz)União de Santa CruzAmador
2018Paraíso FCEC PenhaAmador
  1.  Houve dois campeões, pois houve duas competições, promovidas por duas ligas diferentes.
  2.  Por falta de datas para as finais, os dois clubes foram proclamados campeões.

Títulos por equipe

FONTES:

  • PARDO, Aristides Leo. No país do futebol, cidade sem memória. Rio de Janeiro, 2007.
  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de JaneiroRio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.
  • Página da internet da Liga Campista de Desportos.

“A história do Byron de Valentim até Ibê”

Segue abaixo transcrição de um interessante artigo publicado no jornal “O Fluminense” de Niterói – RJ do dia 21 de outubro de 1980. Nele existem mais curiosidades sobre esta extinta equipe niteroiense, inclusive sobre suas cores:

 

“O Byron, campeão de Niterói em 1922, 1924, 1925 e 1928 nasceu com o nome de Tupy e sua fundação data de 21 de outubro de 1913, Os cruzmaltinos da velha guarda lembram hoje da passagem do 67º aniversário de um clube que começou com Valentim Velasco, auxiliado por Domingos Guerra, Cândido Gomes e Miguel Alonso. A primeira providência foi organizar um grupo que pagasse 4 mil réis mensais e na zona norte, sem lugar qualquer, fizeram um campo com balizas de taquaruçu com Domingos Guerra, que viera do Andarahy AC, funcionando como diretor de futebol.

O clube era chamado Tupy e as cores eram verde e amarela. Com a chegada de alguns ingleses da Europa para a Fábrica de tecidos da rua Dr. March, Miguel Alonso conseguiu logo a cooperação deles e o clube passou a ser chamado Byron em homenagem a Lord Byron. Suas cores passaram a ser verde e branco. Após vários jogos sem compromisso, o Byron fez seu primeiro amistoso contra o Combinado Parrocos, organizado pelo Capitão Vitorino e integrado por Cordovil, Negrinho e os irmãos Couto. O resultado foi 1×1, gols de Henrique para o Byron e Negrinho para o Combinado.

As cores atuais foram em homenagem à direção da Fábrica Manufatura e sua primeira diretoria era presidida pelo Capitão Vitorino Schlusktler e integrada por Valentim Velasco, Nercino de Sousa, Cândido Gomes, Miguel Alonso e Domingos Guerra. O seu atual presidente é Ibê Cabreira Salmada. O campo com arquibancada foi idéia de Valentim Velasco, e para esse trabalho foi organizada a seguinte comissão: Roberto Santos, Mário Tinoco e Cândido Martins Gomes Em 21 de outubro de 1918 era inauguradas as arquibancadas com o jogo Botafogo 4×2 Byron.

O seu 1º título na 1ª Divisão foi em 1922 com Gonzaga, Coelho, Tesoura, João, Tesourão, Marcelino, Vabo, Carango, Gorró, Antenor Neto, Jorge, Laurinho e Albertinho. Já então, o Byron tinha até ode, feita com a melodia da canção do soldado paulista. A letra começava assim: O Byron, na luta ingente / É denodado, forte, valente / Não teme ao adversário / Qualquer surpresa que o desalenta / Nos prélios que toma parte / Leva a vitória sem desempate / Ainda mesmo que necessário / Se torne as vezes, vigor e arte. E a ode segue mais com duas estrofes publicadas em junho de 1919 quando seu 3º time foi campeão da cidade com Thomas, Coelho, Lucio, Hermogenio, Jeronimo, Sergio, Miguel, Gorró, Pedro, Lauro e Jorge. Depois dos títulos de 24 e 25, foi campeão em 28 com China, Lauro, Gudão, Djalma, Guarani, Luizinho, Vabo, Carango, Russo, Zacarias e China II. No 2º time foi campeão em 24, 23 e 27 e no 3º time de 19, 22 e 24.

Vários craques vestiram a camisa do Byron os longo dos 67 anos de sua existência.No início até 30 os destaques foram os que citamos acima e levantaram todos os títulos do clube. De 30 em diante, apesar de não ter sido campeão os destaques maiores foram o centro-médio Dequinha e os meias Didi e Zizinho, sendo que Zizinho saiu das fileiras cruzmaltinas para o Flamengo em novembro de 39, em noite chuvosa, veio a Niterói com Yustrich, Nilton, Caxambu e outros e venceu o Byron por 2×1 para pagar o passe do Mestre. O médio Doca não quis ficar no Rio e Didi estava no Flu quando foi para o Flamengo.”