Arquivo do Autor: Edu Cacella

Camiseta para história!!!! O Nascedouro do Botafogo Futebol e Regatas (RJ)

Parece um simples uniforme velho e surrado, mas faz muito mais parte da história do Botafogo do que você pode imaginar: na quinta-feira, do dia 11 de junho de 1942, vestindo essa regata de número 3, o jogador de basquete Armando Albano teve um mal súbito durante a partida entre Botafogo Football Club e Club de Regatas Botafogo, pelo Campeonato Carioca da modalidade.

Sua morte trágica desencadeou um processo que já vinha sendo considerado, porém sempre refutado, há algum tempo: fundir os dois clubes. A partir daí, nasceu o Botafogo de Futebol e Regatas.

FONTE: texto e imagem do @acervobotafogo

Compartilhe...

Sociedade Esportiva Vila Aurora – Rondonópolis (MT): Campeão Estadual de 2005

A Sociedade Esportiva Vila Aurora é uma agremiação da cidade de Rondonópolis (MT). O “Tigrão da Vila” foi Fundado na quarta-feira, do dia 05 de Maio de 1964. A sua Sede fica localizada na Rodovia MT 270 – km 5 (saída para a Guiratinga), no bairro Sagrada Família – Rondonópolis (MT).

A equipe manda os seus jogos no Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, o “Caldeirão“, com Capacidade para 19 mil pessoas, situado em Rondonópolis. O seu maior rival é o União Esporte Clube, também de Rondonópolis, com quem faz o “Clássico Unigrão“.

Duas vezes Tetracampeão Citadino

Em 1978 foi campeão da Copa Sul do Estado. No Campeonato Citadino de Rondonópolis possui Oito títulos, sendo dois tetracampeonatos: 1981, 1982, 1983 e 1984; 1987, 1988, 1989 e 1990.

Diversos Títulos

A primeira conquista na esfera profissional, aconteceu em 1979, quando faturou o Campeonato Matogrossense da 3ª Divisão. Uma década depois, faturou o título do Campeonato Matogrossense da 2ª Divisão de 1989.

Foi campeão pela 1ª vez do Campeonato Matogrossense da 1ª Divisão de 2005, em sua história. Quatro anos depois levantou a taça da Copa Governador de Mato Grosso de Futebol de 2009. Todas as competições organizadas pela Federação Matogrossense de Futebol (FMF).

Em 2006, decidiu o título da Copa Governador de Mato Grosso de Futebol, diante do Cacerense Esporte Clube, da cidade de Cáceres. No entanto, após um empate em 1 a 1, no jogo de ida, acabou derrotado na partida decisiva, pelo placar de 2 a 1.

Vila Aurora se afasta do futebol profissional

Alegando dificuldades financeiras, o clube pediu afastamento dos gramados junto à Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), na quinta-feira, do dia 09 de Janeiro de 2014.

Atualmente a única atividade desenvolvida pelo Tigrão da Vila é o projetoClube Escola”, porém a partir do próximo dia 13 a agremiação retomará com os trabalhos de base no sub-15 e no sub-17.

Inclusive, cada categoria vai disputar no segundo semestre de 2019 o seu respectivo estadual, cujas parcerias para a disputa dos campeonatos já estão concretizadas. E nessa mesma data serão apresentados ainda o treinador e o preparador físico de ambas as categorias.

FONTES: Página do clube, no Facebook: “Sociedade Esportiva Vila Aurora – Tigrão da Vila” – Wikipédia – A Tribuna de Mato Grosso

Compartilhe...

História do Futebol: cidade de Nova Friburgo (RJ)

Bandeira da cidade de Nova Friburgo (RJ)

Foi no decorrer do século XIX que os ingleses começaram a normatizar as disputas por um objeto redondo, começando a transformar o que era um simples jogo em esporte, submetido a regras universais.

O que fazer com a bola? Na Rugby School, os jogadores carregavam-na com as mãos, rumo ao adversário, e daí nasceu o rugby, em 1846; já na Eton, eram os pés que deviam controlá-la, fazendo o dribbling, e do chute na bola surgiria o football.

Em 1863, surge a association football, passando os clubes a se submeterem às regras comuns e a uma entidade dirigente, a Football Association. Por fim, fundada em 1904, a fundação da FIFA (Federal International Football Association), profissionaliza esse esporte.

Os ingleses, além dos tecidos e das estradas de ferro que exportavam para alguns países, levam no pacote o futebol. No século XIX, tinham grande influência sobre o Brasil, fruto de séculos de colonialismo sobre Portugal e, por isso, esse esporte logo ganhou adeptos entre os brasileiros da elite.

Nas resenhas esportivas dos jornais, a terminologia era inglesa: sport, team, match, corner, scratchman, placard, club. Ganhando legitimidade social, passou a suplantar o turfe e o ciclismo. Mas a bola de futebol caiu igualmente nos pés das camadas populares. Embora não fizessem parte dos seletos clubes ou freqüentassem colégios privados, o futebol é praticado nos terrenos baldios pela arraia miúda.

Desconhecendo ainda as regras estritas desse novo esporte, nasce o “pega” entre os populares, com chutes fortes, pontapés, corridas loucas atrás da bola, uma verdadeira “pelada”. O jornal A Paz, de 1913, noticiou o 1º clube de futebol em Nova Friburgo: Friburgo Football Club, formado por rapazes da elite da cidade.

Conquista a classe popular e no ano seguinte é criado o Esperança Futebol Clube, formado por operários da cidade. Em 1925, surge o Clube Sírio-Libanês, patrocinado pela colônia de libaneses. Surgem divergências dentro Friburgo Football Club e os dissidentes formam em 1921, o Fluminense Atlético Clube. Serão estas quatro equipes que irão formar a Liga Friburguense de Desportos, fomentando os campeonatos na cidade.

O futebol se dissemina em Nova Friburgo e começam a surgir os times de bairro, da Segunda Divisão da cidade:

Esporte Clube de Santa Luiza (Cônego);

Esporte Clube São Pedro (Duas Pedras);

Amparo Futebol Clube;

Futebol Clube Conselheiro Paulino;

Serrano Futebol Clube (Olaria);

Esporte Clube Vilage;

Esporte Clube Saudade;

Esporte Clube Filó (fundado em 1940);

Flamenguinho;

América Futebol Clube, alguns com existência efêmera, a exemplo do Esporte Clube Brasil, que durou apenas nove meses. O que mantinha estes clubes era o mecenato, a exemplo das famílias Guinle, Sertã e Spinelli.

Por exemplo, César Guinle doou a área onde é hoje o campo do Friburguense Atlético Clube, homenageando seu pai, Eduardo Guinle, com o nome do estádio. O então prefeito César Guinle doou tanto propriedades particulares como áreas pertencentes à municipalidade para diversos clubes.

A família Sertã doou o terreno do atual estádio do Nova Friburgo Futebol Clube. Nessa época, os jogadores não recebiam remuneração, no máximo o “bicho”, um prêmio obtido pelos clubes com a renda dos jogos. Quando se desejava contratar um bom jogador, um “cobra”, oferecia-lhe um bom emprego e trazia-o para o time do ofertante.

O futebol, sempre depois da missa de domingo, era a forma de sociabilidade de homens, mulheres e crianças. Ângelo Ruiz nos informa que “os rapazes da cidade logo abraçaram o futebol, pois já estavam fartos de pic-nics, bailes, namoros melosos e outros passatempos da época.

Em 1979, o futebol em Nova Friburgo se profissionaliza. Promove a fusão do Fluminense com o Serrano e torna-se o Friburguense Atlético Clube. No entanto, a profissionalização extingue os demais clubes de futebol, pois os campeonatos da cidade ficam desarticulados.

O Friburgo Futebol Clube, o “primo rico do futebol friburguense”, se fundiu com o Esperança dando origem ao Nova Friburgo Futebol Clube, em 16 de setembro de 1979. Este clube conta atualmente com um expressivo patrimônio.

Porém, o seu maior dote, o time de futebol, não existe mais. Até 1950, o futebol de Nova Friburgo foi cercado de tensões entre classes sociais e étnicas.

Quando o Friburgo Futebol Clube passou a aceitar membros das classes populares e negros, um grupo se desligou do clube e fundou o Fluminense Futebol Clube. Mas o preconceito racial era um fenômeno nacional.

Em 1907, a Liga Metropolitana de Sports Atléticos, do Rio de Janeiro, enviou aos seus associados um comunicado que informava que a sua diretoria, por unanimidade de votos, resolvera que não seriam registrados “como amadores nesta liga as pessoas de cor”.  Por esses fatos, percebe-se que nem sempre havia fairplay no futebol brasileiro.

FONTE: Janaína Botelho é professora de História do Direito na Universidade Candido Mendes e autora de diversos livros sobre a história de Nova Friburgo

http://acervo.avozdaserra.com.br/colunas/historia-e-memoria/a-historia-do-futebol-em-nova-friburgo

Compartilhe...

Live hoje às 16 horas

Nascido em São Paulo, capital, Marcelo Leme de Arruda é graduado e pós-graduado em Estatística. Foi “contaminado” pelo futebol com a histórica coleção Futebol Cards (1979/1980) e posteriormente, com o lendário álbum Ping Pong da Copa do Mundo de 1982. Aos 10 anos de idade, começou a anotar e colecionar informações de futebol, por hobby, e desde então não parou mais. Filiou-se à RSSSF em 1998 e foi um dos fundadores da RSSSF Brasil em 2000. Paralelamente, de seu trabalho de mestrado originou-se o site “Brasileirão 99”, com a análise probabilística completa das Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro daquele ano, e que no início de 2000 se tornou o atual “Chance de Gol”.
Compartilhe...

Futebol do Tocantins hoje na Live!!!!

Pessoal hoje tem live no Instagram de assunto específico, Escudos do Tocantins, fiz uma atualização de meu banco de dados e tem bastante novidade, clubes que já atuaram na 1 e 2 divisões e mais alguns amadores de relevância, vc pode colaborar com informações e aproveitar atualizar seus arquivos, espero vc às 21h no

Instagram @educacellafut

Compartilhe...

Pendências dos Campeonatos Estaduais- 2018 BAHIA E CEARÁ

Bom dia pessoal,

Para facilitar nosso controle, adendo ao bate-papo do whats com essas pendências, vou colocar estado por estado aqui as carências, para justamente outros pesquisadores nos ajudarem a desvendar essas dúvidas.Basicamente nesta primeira etapa serão os clubes que já atuaram na 1º divisão em cada estado, depois farei 2º, 3º e por aí vai.As informações faltantes são o escudo, as cores e os uniformes desses clubes.Fiquem a vontade para ajudar.A data após o nome é a última participação do clube, quando não existe a data é porque tbm não temos essa informação.

CAMPEONATO BAIANO PENDÊNCIAS

Antárctica Futebol Clube Salvador 1932
Auto Bahia Foot-Ball Club Salvador 1923
Sport Club Sul América Salvador 1921

CAMPEONATO CEARENSE PENDÊNCIAS

Associação Atlética Foot-Ball Club Fortaleza 1929
Brasil Foot-Ball Club Fortaleza 1927
Cavalaria Foot-Ball Club Fortaleza 1938
English Team Fortaleza 1914
Ginásio São João Fortaleza 1938
Hespéria Athletic Club Fortaleza 1919
Iracema Sport Club Fortaleza 1938
José de Alencar Foot-Ball Club Fortaleza 1937
Liceu Foot-Ball Club Fortaleza 1934
Maranguape Sporting Club Maranguape 1926
Oriente Foot-Ball Club Fortaleza 1931
Paissandu Sport Club Fortaleza 1936
Porangaba Sport Club Fortaleza 1950
Progresso Foot-Ball Club Fortaleza 1932
Riachuelo Sport Club Fortaleza 1916
Rio Negro Foot-Ball Club Fortaleza 1918
Sam Christovam Sport Club Fortaleza 1934
Sem Rival Sport Club Fortaleza 1931
Sport Club ArgentinoFortaleza 1935
Sport Club Fluminense Fortaleza 1930

Compartilhe...

Pendências dos Campeonatos Estaduais- 2018 AMAZONAS

Bom dia pessoal,

Para facilitar nosso controle, adendo ao bate-papo do whats com essas pendências, vou colocar estado por estado aqui as carências, para justamente outros pesquisadores nos ajudarem a desvendar essas dúvidas.Basicamente nesta primeira etapa serão os clubes que já atuaram na 1º divisão em cada estado, depois farei 2º, 3º e por aí vai.As informações faltantes são o escudo, as cores e os uniformes desses clubes.Fiquem a vontade para ajudar.A data após o nome é a última participação do clube, quando não existe a data é porque tbm não temos essa informação.

CAMPEONATO AMAZONENSE PENDÊNCIAS

Atlético Guanabara Clube Manaus 1959
Brasil Sport Club Manaus 1922
Comercial Futebol Clube Manaus 1947
Educandos Atlético Clube Manaus 1960
General Osório Futebol Clube Manaus 1953
Guarani Futebol Clube Manaus 1959
Libertador Sport Clube Manaus 1931
Payssandu Sport Clube Manaus 1931
Sport Clube Monte Cristo Manaus 1934

Compartilhe...